21 C
Lucas do Rio Verde
quarta-feira, 14 abril, 2021
InícioMUNDOMais de 30 cachorros ficam abandonados após donos idosos morrerem de Covid-19...

Mais de 30 cachorros ficam abandonados após donos idosos morrerem de Covid-19 em Mogi

Por G1

Mais de 30 cachorros ficaram sozinhos depois que os donos deles, um casal de irmãos idosos, morreram em decorrência da Covid-19 em Mogi das Cruzes. Os animais estavam na casa em que viviam, no bairro Cidade Jardim, até serem doados. Parte deles ainda está sob os cuidados de uma ONG da cidade.

Da internação à morte dos donos, no final do mês de janeiro, os cães foram alimentados por uma vizinha. No entanto, como eram muitos, estavam em más condições quando foram resgatados pelo Grupo Fera. Segundo Fernanda Moreno, vereadora e mantenedora da ONG, a casa tinha odor forte e os animais pareciam estressados.


--Continua depois da publicidade--

Os cachorros são, na maioria, das raças yorkshire e shih-tzu. Eles foram criados pelos tutores ao longo de anos para reprodução e venda de filhotes. Com a idade avançada dos cães, os donos decidiram castrá-los e mantê-los em casa.

No início do ano, um dos criadores faleceu em decorrência do coronavírus. Em seguida, foi a vez da irmã dele. Segundo Fernanda, não há informação de familiares que pudessem cuidar dos animais.

“Eles eram japoneses bem tradicionais. Eles até falavam com um pouquinho de sotaque. Então, se tem parente, você vê que é longe. Moravam em uma casa simples, mas tinham uma condição. Você vê que os animais comiam boa ração, mas é que era muito cachorro. Chega uma idade que o dono não consegue mais cuidar direito. A casa estava com um odor muito forte”, comenta.

“Eu fui lá na casa e perguntei pra vizinha: quantos animais ainda tem? Ela falou: ‘olha, tem 12, mas dois já estão prometidos’. Pedi para ela entregar para ONG, pra gente fazer a doação deles. Ela entregou. A gente pegou 10, mas no começo eram mais de 30 animais. A vizinha cuidava, dava comida. Por desespero, ela acabou doando esses animais”.

Dos 10 resgatados, cinco foram doados. Os outros ainda estão com o Grupo Fera, mas a ativista destaca que eles têm problemas de saúde, como cegueira e doenças endócrinas. São animais mais velhos, que requerem cuidados, mas ainda esperam por um lar.


Dayelle Ribeirohttps://www.cenariomt.com.br
Redatora do portal CenárioMT
- Publicidade -

Últimas no CenárioMT

Lucas do Rio Verde

CAMPEONATO MATO-GROSSENSE
Luverdense finaliza preparação para jogo contra o Ação nesta quarta-feira (14) em Lucas do Rio Verde
abril 13, 2021
Contaminação pela Covid-19
Lucas do Rio Verde e outros 30 municípios estão com risco muito alto de contaminação pela Covid-19
abril 13, 2021