Governo trabalha para digitalizar todos serviços públicos

Em um ano e meio, 800 serviços públicos se tornaram acessíveis pela internet

0

Nos meses de março, abril, maio e junho, durante pandemia, mais de 200 serviços públicos tornaram-se digitais e podem ser acessados pela internet, sem necessidade de deslocamentos, filas e aglomerações. Entre eles, o auxílio emergencial com parcelas de R$ 600 pago pelo Governo Federal e a comunicação à Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) de brasileiros com voos cancelados no exterior.

Outro serviço é a solicitação do seguro-desemprego por empregados domésticos. A facilidade foi estendida para uso na Carteira de Trabalho Digital, um dos aplicativos com maior demanda de usuários nas lojas virtuais do Governo do Brasil. Este ano, o ministério da Economia já registrou mais de 90 milhões de acessos a este serviço.

Os serviços digitais estão sendo cada vez mais comuns na vida do brasileiro. É o caso da jornalista Adriana Corral Tacaci que só usa a Carteira Nacional de Habilitação pelo celular. Mais simples e com menos burocracia, na avaliação de Adriana.

“Eu uso a CNH Digital há algum tempo e acho um documento extremamente completo. Além dele poder ser solicitado facilmente, você consegue esse documento rapidamente. Uma das grandes vantagens é que no mesmo documento você tem o CPF, seu RG, seu endereço e pode ter até seu tipo sanguíneo. Vale em todo o território nacional”, disse Adriana. “Vale muito a pena e você carrega só no celular”, destacou. “Cá pra nós, tá mais fácil você esquecer a CNH que esquecer o celular”, brincou a jornalista.

O documento fica disponível no celular e tem funcionalidades como o aviso de vencimento da habilitação e de recall de veículos. Saiba como obter a Carteira Digital de Trânsito (https://www.gov.br/pt-br/servicos/obter-carteira-digital-de-transito)

Digitalização

O governo reconhece a importância da digitalização e, em um ano e meio, 800 serviços públicos se tornaram acessíveis pela internet simplificando a vida do cidadão e reduzindo gastos. Dos 3,6 mil serviços disponíveis hoje no portal Gov.Br, 58% já são digitais. Com a pandemia o processo foi acelerado, evitando deslocamentos, filas e aglomerações.

A meta da Estratégia de Governo Digital (https://www.gov.br/governodigital/pt-br/EGD2020) é chegar ao final de 2022 com todos os serviços públicos digitalizados. A estimativa de economia é de R$ 38 bilhões em cinco anos, de 2020 a 2025.

Redução de gastos

Um serviço digital é, em média, 97% mais barato que o mesmo serviço oferecido por um canal presencial, de acordo com o Ministério da Economia. Com a digitalização de mais 800 serviços desde janeiro de 2019, a economia prevista é de, aproximadamente, R$ 2 bilhões por ano, sendo R$ 500 milhões para o governo, com a redução de custos de operação como locação de estruturas, contratação de pessoal para atendimento presencial. Outros R$ 1,5 bilhão são para a sociedade que não precisa, por exemplo, se deslocar para obter o serviço.

Além da economia financeira a digitalização também evita gasto de tempo, elimina a utilização de papel e reduz perdas com erros e fraudes.

Leia também: Previsões para o horóscopo do dia de hoje (03/08/2020)


Amazonia 03 de Junho