25.5 C
Lucas do Rio Verde
segunda-feira, 01 março, 2021
Início MUNDO Florianópolis decreta situação de emergência

Florianópolis decreta situação de emergência

Por CENÁRIOMT COM INF. G1

Após as fortes chuvas que provocaram duas mortes, a Prefeitura de Florianópolis decretou situação de emergência na tarde deste domingo (24). Funcionários da Defesa Civil e outros órgãos públicos estão nas ruas para atender as ocorrências registradas desde o início do dia

A previsão aponta para chuva persistente e intensa na região da Grande Florianópolis pelo menos até a noite de segunda-feira (25). A Defesa Civil emitiu alerta informando que segue o risco de alagamentos e deslizamentos.


--Continua depois da publicidade--

Em caso de emergências, os moradores podem acionar os bombeiros ou a Defesa Civil pelos telefones 193 ou 199, respectivamente.

Segundo a prefeitura, foram pelo menos 30 ocorrências, incluindo casos de deslizamentos e alagamentos. Em um dos incidentes, mãe e filha morreram soterradas.

Ana Cristina Martins Lopes, de 49 anos, e Letícia Lopes Machado, de 21 anos, estavam em casa quando houve deslizamento e um muro desabou. As identidades foram reveladas pelo Instituto Geral de Perícias (IGP) na noite deste domingo.

No bairro João Paulo houve deslizamento na tarde deste domingo e o local foi interditado. Uma pedra chegou a rolar para cima da via. Ninguém ficou ferido nesta ocorrência.

A chuva chegou a atingir o hospital infantil Joana de Gusmão e a afetar a ala de alojamento médico, que precisou ser remanejada. Segundo a Secretaria de Estado da Saúde, a capacidade de drenagem no local não foi suficiente para o grande volume de água e por isso a Defesa Civil foi acionada. O serviço de atendimento não chegou a ser afetado.


--Continua depois da publicidade--

Na capital, 11 caminhões são usados para retirar água nas ruas. Máquinas também são usadas, como ocorreu na SC-401, onde uma retroescavadeira foi usada para mover uma mureta e para dar fluxo de saída para a água que estava sob a rodovia.

O mau tempo afetou também os candidatos que tinham Exame do Nacional do Ensino Médio e enfrentaram pontos de alagamento próximo aos locais de provas.

Há quatro pessoas que precisaram deixar suas casas e foram levadas para hotéis. Um abrigo emergencial está preparado para receber pessoas, se necessário, na Passarela da Cidadania, no Centro, mesmo local que abriga pessoas em situação de rua em noites frias.

Até a noite deste domingo a prefeitura não informou estimativa de prejuízos financeiros causados pela chuva, mas informou, por meio da assessoria de imprensa, que haverá mutirão de obras para recuperação de ruas com asfalto e lajotas danificadas e também limpeza das ruas quando a chuva parar.

Segundo a Defesa Civil estadual, até a tarde deste domingo o decreto de emergência municipal não tinha sido notificado ao Estado.



Dayelle Ribeirohttps://www.cenariomt.com.br
Redatora do portal CenárioMT
- Publicidade -

Últimas no CenárioMT

Lucas do Rio Verde

PODER LEGISLATIVO
Câmara define evento comemorativo ao Dia das Mulheres, mas aguarda decreto estadual
março 01, 2021
POLÍCIA
Lucas do Rio Verde: Estado de saúde de homem atropelado é grave, afirma delegado
março 01, 2021