29.5 C
Lucas do Rio Verde
sexta-feira, 04 dezembro, 2020
Início MUNDO Empresa grega é suspeita do vazamento de óleo, diz Polícia Federal

Empresa grega é suspeita do vazamento de óleo, diz Polícia Federal

O produto atingiu 250 praias nordestinas brasileiras
Por Pedro Peduzzi - Repórter da Agência Brasil

A Polícia Federal (PF) deflagrou hoje (1º) a Operação Mácula, com objetivo de investigar uma embarcação grega suspeita de ter causado o derramamento de óleo que atingiu mais de 250 praias nordestinas brasileiras.  A embarcação grega teria atracado em 15 de julho na Venezuela, onde ficou por três dias antes de seguir a Singapura, via África do Sul.

“O navio grego está vinculado, inicialmente, à empresa de mesma nacionalidade, porém, ainda não há dados sobre a propriedade do petróleo transportado pelo navio identificado, o que impõe a continuidade das investigações”, informou a PF.

Os dois mandados de busca e apreensão expedidos pela 14ª Vara Federal Criminal de Natal (RN) estão sendo cumpridos no Rio de Janeiro, em sedes de representantes e contatos da empresa grega no Brasil.

As investigações começaram em setembro e contaram com a participação da Marinha, do Ministério Público Federal, do Instituto Brasileiro de Meio Ambiente, da Agência Nacional do Petróleo, Universidade Federal da Bahia, Universidade de Brasília e Universidade Estadual do Ceará, além de uma empresa privada do ramo de geointeligência.

Dessa forma foi possível localizar a mancha inicial do óleo, a 700 km da costa brasileira (em águas internacionais), de extensão ainda não calculada. A partir da localização da mancha inicial, foi possível estimar que o derramamento deve ter ocorrido entre os dias 28 e 29 de julho. Fazendo uso de técnicas de geociência, foi possível chegar “ao único navio petroleiro que navegou pela área suspeita”, naquela data.

A Polícia Federal solicitou diligências em outros países, a fim de obter mais dados sobre a embarcação, a tripulação e a empresa.

A PF informou, ainda, que está realizando “diversos exames periciais no material oleoso recolhido em todos os estados brasileiros atingidos, bem como exames em animais mortos, já havendo a constatação de asfixia por óleo, assim como a similaridade de origem entre as amostras”.

 

Valéria Aguiar



© CenárioMThttps://www.cenariomt.com.br
CenárioMT - Publicamos notícias diariamente no portal!
- Publicidade -

Últimas

Ônibus cai de viaduto e deixa ao menos 10 mortos na BR-381, em Minas Gerais (MG)

Um gravíssimo acidente deixou pelo menos 10 mortos e aproximadamente 30 de feridos em João Monlevade, na região Central de Minas Gerais - MG....

Projeto leva esclarecimentos sobre violência doméstica e serviços a mulheres em bairro de Cuiabá

A Delegacia Especializada de Defesa da Mulher de Cuiabá lançou nesta quinta-feira (03.12) o projeto Dedm Solidária de apoio a mulheres vítimas de violência...

Vila Rica e Confresa recebem a Comissão de Segurança da AL, nesta segunda (7)

A Comissão de Segurança Pública e Comunitária da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT) visitará o pólo regional de Vila Rica (MT) da Região...

Ulysses Moraes percorre transpantaneira fiscalizando situação após queimadas

Na quinta-feira (3), o deputado Ulysses Moraes (PSL) percorreu a MT-060, também conhecida como Transpantaneira, para fiscalizar uma demanda de energia elétrica no local e...
Publicidade