29.3 C
Lucas do Rio Verde
quarta-feira, 26 janeiro, 2022
Publicidade
InícioMUNDODistribuidoras cumprem 97% da meta de redução de emissão de gases

Distribuidoras cumprem 97% da meta de redução de emissão de gases

Foram retirados de circulação 24.405.193 créditos de descarbonização (CBIOs) por distribuidores, o que corresponde a 96,8% do total das metas individuais atribuídas pela ANP.
Por Alana Gandra - Repórter da Agência Brasil - Rio de Janeiro

Os distribuidores de combustíveis líquidos cumpriram 97% da meta compulsória de redução de emissões de gases causadores do efeito estufa, em 2021, estabelecida no âmbito do programa RenovaBio. Segundo informou hoje (6) a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), foram retirados de circulação 24.405.193 créditos de descarbonização (CBIOs) por distribuidores, o que corresponde a 96,8% do total das metas individuais atribuídas pela ANP, e a 98,2% da meta global estabelecida pelo Conselho Nacional de Política Energética (CNPE) para o ano passado.

De acordo com a agência, do total de 142 distribuidores de combustíveis com metas fixadas para 2021, 102 cumpriram integralmente e 16 retiraram CBIOs em quantidade igual ou acima de 85% da meta, de modo a se enquadrarem na norma que permite comprovação dos 15% restantes no ano seguinte. Outros sete distribuidores retiraram CBIOs em quantidade inferior a 85% da meta individual e 17 não “aposentaram” CBIOs.


--Continua depois da publicidade--

As metas individuais de 2021 foram publicadas em despacho da ANP, totalizando 25.222.723 de CBIOs.

Aposentadoria

A ANP esclareceu que o cumprimento das metas ocorre pela “aposentadoria”, isto é, pela retirada de circulação de CBIOs, em quantidade equivalente à da meta individual da distribuidora. Os CBIOs podem também ser adquiridos e aposentados por pessoas físicas ou jurídicas, chamadas partes não obrigadas, ao contrário das partes obrigadas, que são os distribuidores.

Ainda em 2021, houve aposentadoria de 1.392 CBIOs por partes não obrigadas. Essa quantidade será reduzida da meta estabelecida pelo CNPE para 2022, antes do cálculo das metas definitivas dos distribuidores para este ano, informou a ANP.

A agência esclareceu que o descumprimento parcial ou integral da meta anual individual sujeitará o distribuidor de combustíveis à multa, sem prejuízo das demais sanções administrativas e pecuniárias previstas, e de outras de natureza civil e penal cabíveis.


--Continua depois da publicidade--

Nos termos do regulamento, a multa pode variar entre R$ 100 mil e R$ 50 milhões. A ANP explicou que o pagamento da multa não isenta o distribuidor do cumprimento de sua meta anual, devendo a quantidade de CBIOs não cumprida ser acrescida à meta aplicável ao distribuidor no ano seguinte.

Gustavo Praiadohttps://www.cenariomt.com.br
Atualmente, trabalha na equipe do portal CenárioMT, produzindo conteúdo sobre economia, esportes e direitos da população brasileira, gosta de assistir séries, filmes de ação e de videogames. Editor também em conteúdos regionais, sempre atento as tendências que o internauta procura para ficar bem informado.

Publicidade

Redes sociais

107,384FãsCurtir
17,057SeguidoresSeguir
2,125SeguidoresSeguir

Lucas do Rio Verde

Nota de pesar
Prefeitura de Lucas do Rio Verde comunica o falecimento do servidor Ramão Américo Godoy
janeiro 26, 2022
COVID-19
Lucas do Rio Verde chega a 1.142 casos ativos de Covid-19
janeiro 26, 2022
USO DE MÁSCARA
Covid-19: Com apoio das forças de segurança, município vai fiscalizar cumprimento de medidas restritivas
janeiro 26, 2022
Lucas do Rio Verde
Maratona Pedagógica 2022 legitima os trabalhos da Educação de Lucas do Rio Verde
janeiro 26, 2022