Diarreia, delírio: estudos relatam ‘novos sintomas’ da Covid-19

0

Oito meses depois dos primeiros casos do coronavírus Sars CoV-2 em humanos, alguns pacientes ainda apresentam novos sintomas, mesmo que raros, e que foram descritos em estudos científicos nas últimas semanas. As pesquisas citam problemas gastrointestinais, dor no peito devido à inflamação da pleura, delírios nos dias de maior agressividade da Covid-19, perda persistente de olfato e paladar, e sintomas neurológicos em crianças.

Antes de abordar os achados nas pesquisas, vale ressaltar que os principais sintomas, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), ainda são:

Sintomas mais comuns:

Febre

Tosse seca

Cansaço

Sintomas menos recorrentes:

Dor de garganta

Diarreia

Conjuntivite

Dor de cabeça

Perda de paladar ou olfato

Erupção cutânea na pele ou descoloração dos dedos das mãos ou dos pés

Sintomas graves (com necessidade de atendimento médico imediato):

Dificuldade em respirar ou falta de ar

Dor ou pressão no peito

Perda de fala ou movimento

Pesquisas recentes sobre sintomas

Além deles, o G1 mostra relatos de cinco outras sintomas, citados em estudos científicos mais recentes e que aguardam uma confirmação de pesquisas mais amplas e autoridades médicas internacionais

1. Problemas gastrointestinais

Uma pesquisa publicada neste mês por cientistas italianos observou um grupo de 105 pacientes – 34 com Covid-19 e 71 no grupo controle sem a doença –, em Roma.

Os autores observaram que, no momento da admissão no hospital, a prevalência de sintomas gastrointestinais era de 8,8%. Outro ponto é que os pacientes que desenvolveram os problemas apresentaram uma taxa de mortalidade menor

“Nossos resultados destacaram uma frequência não negligenciável de sintomas gastrointestinais em pacientes com Covid-19, em parte atribuída às terapias implementadas”.

De acordo com os cientistas italianos, como os pacientes com esses sintomas apresentam uma taxa de recuperação razoável, o que sugere os problemas gastrointestinais possam ter uma relação com a redução mais rápida da carga viral.

O estudo foi divulgado pela revista médica “European Review for Medical and Pharmacological Sciences”.

2. Delírio

Em 7 de julho, a revista especializada “Brain” publicou um estudo da University College London sobre as consequências neurológicas da Covid-19. Delírio, inflamação cerebral, derrame e danos nos nervos estão entre alguns sintomas detectados nos pacientes.

De acordo com os autores, um fato importante é que alguns infectados não apresentaram os sintomas respiratórios graves da Covid-19, como a falta de ar, e o distúrbio neurológico foi o primeiro sinal da doença.

“Identificamos um número maior do que o esperado de pessoas com condições neurológicas, como inflamação no cérebro, que nem sempre se correlacionam com a gravidade dos sintomas respiratórios”, disse o autor principal do estudo, Micheal Zandi.

No estudo, eles detalharam os sintomas neurológicos de 43 pessoas, com idade entre 16 e 85 anos, que foram tratadas no Hospital Nacional de Neurologia e Neurocirurgia, no Reino Unido. Foram identificados 10 casos de disfunção cerebral temporária, como o delírio, 12 de inflamação cerebral, oito derrames e oito pessoas com danos aos nervos – principalmente relacionadas à Síndrome de Guillian-Barré.

Leia também: Resultado das loterias de hoje (25/09/2020)


Amazonia 03 de Junho