36.1 C
Lucas do Rio Verde
domingo, 19 setembro, 2021
InícioMUNDOComitê de Crise continuará atuando em Manaus

Comitê de Crise continuará atuando em Manaus

Além da contratação de profissionais por meio do Mais Médicos, 12 usinas geradoras de oxigênio estão sendo construídas no estado
Por CenarioMT

O Ministério da Saúde está atuando em ações estratégicas para o enfrentamento da Covid-19 em Manaus (AM). Com a construção de uma Enfermaria de Campanha, o órgão ampliará em mais 50 o número de leitos clínicos, além de enviar mais de 100 profissionais pelo programa Mais Médicos Brasil para atuar na cidade e estar na linha de frente da logística para o reabastecimento de oxigênio, tanto no transporte quanto na requisição e instalação de usinas nos hospitais. A pasta também está atuando no deslocamento de pacientes para outros estados brasileiros e no apoio na Atenção Básica na capital amazonense.

“São ações estratégicas que estão sendo adotadas pelo Ministério da Saúde para o enfrentamento desta crise e, consequentemente, a redução de mortes em Manaus, com reflexos no interior do estado”, afirmou o ministro Eduardo Pazuello. “Estamos atendendo tudo o que foi pedido pelo governo do Amazonas. O estado tem prioridade neste momento”, reforçou.


--Continua depois da publicidade--

A pasta montou, em Manaus, um Comitê de Crise, o Centro de Operação de Emergência, em parceria com o governo do estado, e mantém equipes permanentes atuando nos diversos setores do controle da crise. São diretores, coordenadores e técnicos nas áreas de saúde, logística, engenharia, comunicação, entre outros, além da Força Nacional do SUS, que trabalha, diuturnamente, na identificação dos problemas, das soluções e das operações necessárias para a resolução, com o menor tempo de resposta.

Usinas geradoras de oxigênio

No total, o ministério implantará no estado 12 usinas geradoras de oxigênio, sete delas requisitadas junto a empresas brasileiras e que estão chegando a Manaus. Duas já foram instaladas para atender a Enfermaria de Campanha. As duas usinas têm capacidade para produzir 26 metros cúbicos de oxigênio por hora, suficientes para atender a 50 leitos clínicos.

Outras duas usinas começaram a ser montadas na quinta-feira (21). Uma no Hospital Universitário Francisca Mendes, na Zona Norte, que é o centro de referência da alta complexidade em cirurgia Cardiovascular, Cardiologia Intervencionista, Cirurgia Vascular de Alta Complexidade, Endovascular e Elotrofisiologia. A segunda está sendo instalada no Hospital e Pronto-Socorro Dr João Lúcio, Zona Leste, que integra a rede estadual de urgência e emergência, referência no atendimento de neurocirurgia e politrauma, com cirurgias de alta complexidade para vítimas de acidente de trânsito e acidente vascular cerebral.

Também já está definido que a quinta usina será instalada no Instituto de Saúde da Criança do Amazonas (Icam) e ainda não estão estabelecidos os hospitais que receberão as usinas restantes.


--Continua depois da publicidade--

Com informações do Ministério da Saúde

Gustavo Praiadohttps://www.cenariomt.com.br
Atualmente, trabalha na equipe do portal CenárioMT, produzindo conteúdo sobre economia, esportes e direitos da população brasileira, gosta de assistir séries, filmes de ação e de videogames. Editor também em conteúdos regionais, sempre atento as tendências que o internauta procura para ficar bem informado.

Redes sociais

107,326FãsCurtir
17,057SeguidoresSeguir
2,037SeguidoresSeguir

Lucas do Rio Verde

Lucas do Rio Verde
Bairro Jaime Seiti Fujii recebe revitalização da sinalização viária
setembro 19, 2021
Lucas do Rio Verde
Sistema Único de Saúde (SUS) completa 31 anos de existência neste domingo
setembro 19, 2021
Lucas do Rio Verde
Pouco mais de 40% dos cadastros de túmulos do Cemitério Municipal foram atualizados
setembro 18, 2021
Lucas do Rio Verde
Lucas do Rio Verde é destaque regional por trabalho desenvolvido pela saúde do homem
setembro 18, 2021