29.6 C
Lucas do Rio Verde
quarta-feira, 12 maio, 2021
InícioMUNDOBanhistas sem máscaras se aglomeram em praia deserta do litoral de São...

Banhistas sem máscaras se aglomeram em praia deserta do litoral de São Paulo

Por G1 Santos

Banhistas desrespeitaram as regras de prevenção à Covid-19 e se aglomeraram em uma praia deserta em Guarujá, no litoral paulista, neste domingo (11). A Praia do Sangava, assim como todas as praias da cidade, está com acesso proibido como medida de controle à pandemia durante a fase emergencial do Plano São Paulo.

Todas as praias das cidades da Baixada Santista estão com acesso proibido desde o dia 15 de março, quando o governo estadual determinou a proibição do uso de praias e parques para conter o avanço do coronavírus.


--Continua depois da publicidade--

Porém, apesar da restrição, com o tempo ensolarado, diversas pessoas foram à praia neste domingo. Imagens compartilhadas nas redes sociais mostram que centenas de banhistas sem máscaras tomavam sol e banho de mar, além de fazer uso de caixas de som e consumir bebidas no local. Guarda-sóis e cadeiras também foram montados na faixa de areia.

A Praia do Sangava é deserta e possui cerca de 90 metros de extensão. Seu acesso é feito por trilha, através da Praia do Góes, ou pelo mar. Algumas embarcações também foram flagradas paradas próximas ao local.

Em nota, a Prefeitura de Guarujá informou que a fiscalização municipal, bem como a Guarda Civil Municipal, não recebeu chamado com a denúncia de aglomeração na Praia do Sangava. Como local é de difícil acesso, a administração destaca que é muito importante a denúncia.

Segundo o município, os fiscais realizam vistorias diárias nas praias urbanas da cidade, a fim de coibir tais abusos. A prefeitura afirma lamentar a falta de consciência de algumas pessoas e pondera que, sem a colaboração dos populares, o poder público não tem condições de controlar a disseminação desenfreada da Covid-19.


--Continua depois da publicidade--

Denúncias relativas ao descumprimento dos decretos municipais e normas estipuladas para o controle e combate à pandemia podem ser feitas pelo telefone 153. A ligação é gratuita e o serviço é 24 horas.

A Marinha do Brasil, por meio da Capitania dos Portos de São Paulo (CPSP), informa que recebeu, na tarde deste domingo, uma denúncia de possíveis irregularidades em embarcações de passageiros que fazem a travessia Ponta da Praia/Santos (Ponte Edgar Perdigão) e a Praia do Góes/Sangava, no Guarujá.

Uma equipe de Inspeção Naval dirigiu-se à Praia do Sangava e não constatou a denúncia apresentada. As ações de fiscalização do tráfego aquaviário foram conduzidas por meio de abordagens às embarcações no local, em cumprimento à Lei de Segurança do Tráfego Aquaviário e às Normas da Autoridade Marítima. A equipe constatou irregularidades em uma lancha de esporte e recreio e em duas motos aquáticas, que foram apreendidas.

A CPSP considera importante a participação da população e para isso disponibiliza os telefones (13) 3221-3454 e 185 para denúncias e emergências náuticas.


Dayelle Ribeirohttps://www.cenariomt.com.br
Redatora do portal CenárioMT
- Publicidade -

Últimas no CenárioMT

Lucas do Rio Verde

Geral
Rota do Oeste oferece sete vagas para contratação imediata em Lucas do Rio Verde
maio 12, 2021
GOLPE
Lucas do Rio Verde: Internauta denuncia tentativa de golpe com fotos de sua casa
maio 12, 2021