30 C
Lucas do Rio Verde
sábado, 10 abril, 2021
InícioMUNDOAcervo em Rede quer ampliar acesso do cidadão aos bens culturais dos...

Acervo em Rede quer ampliar acesso do cidadão aos bens culturais dos museus

A iniciativa quer levar aos espaços ferramentas digitais para catalogar e difundir os acervos
Por CenarioMT

Um museu sempre aberto ao público no ambiente digital. Com o intuito de colocar isso em prática, foi instituído o programa Acervo em Rede, que busca equipar museus com ferramentas digitais como forma de aperfeiçoar a gestão e catalogação de acervos. A intenção é facilitar, por meio da internet, o acesso da população aos bens culturais preservados nos museus brasileiros.

“O principal objetivo do programa é promover a democratização do acesso digital da sociedade brasileira aos bens culturais musealizados, promovendo também a digitalização e documentação dos acervos das instituições museológicas para publicação em rede, na internet”, explicou Amanda Oliveira, museóloga responsável pelo programa Acervo em Rede, do Instituto Brasileiro de Museus (Ibram).


--Continua depois da publicidade--

Segundo ela, ao adotar ferramentas digitais, é possível ampliar o acesso, antes restrito em grande parte dos museus a publicações impressas e visitas presenciais. “Foi possível, por meio da internet, a representação em meio digital dos museus presenciais.”

O Acervo em Rede

As competências do programa são instrumentalizar os museus brasileiros com ferramentas digitais sistêmicas, capazes de aperfeiçoar a gestão e a catalogação de acervos, permitindo a difusão integrada do patrimônio museológico e do patrimônio cultural, preservado por diferentes grupos sociais.

E também promover a democratização do acesso digital da sociedade brasileira aos objetos e artefatos que representam a memória coletiva, a história e a diversidade cultural presentes em todas as regiões do país.

Segundo Amanda Oliveira, será promovido o uso de software livre para criação de acervos digitais de forma gratuita. Atualmente, por meio desse tipo de ferramenta, já são mais de 200 mil itens catalogados e mais de 15 mil disponibilizados para consulta on-line da sociedade. Também estão publicadas exposições culturais produzidas pelos museus.


--Continua depois da publicidade--

A estratégia do programa leva em conta as orientações do Plano Nacional de Cultura e do Plano Nacional Setorial de Museus (2010-2020) de estruturação da documentação de acervos em bancos de dados eletrônicos.


Gustavo Praiadohttps://www.cenariomt.com.br
Gosta de economia, assistir séries, filmes de ação e gosta de videogames. Editor no CenárioMT nos cadernos de Economia e Mundo, mas nem por isso deixa uma notícia regional em branco, sempre atento as tendências que o internauta procura para ficar bem informado.
- Publicidade -

Últimas no CenárioMT

Lucas do Rio Verde

COVID 19
Lucas: Saúde confirma mais um óbito por Covid-19 e total de mortes chega a 109
abril 10, 2021
SOBRE UM RODA
Lucas: Praticantes cobram definição de espaço para realização de manobras em motos
abril 10, 2021