20.6 C
Lucas do Rio Verde
segunda-feira, 24 janeiro, 2022
Publicidade
InícioMundo animalCobrasBombeiros resgatam jararaca que estava em baia de cavalo; vídeo

Bombeiros resgatam jararaca que estava em baia de cavalo; vídeo

Por CenarioMT

Equipe do Corpo de Bombeiros Militar realizaram o resgate de uma cobra jararaca que estava em uma baia de cavalo.

A jararaca foi resgatada e em seguida solta em um local seguro para ela e para os demais seres.


--Continua depois da publicidade--

O caso da cobra jararaca encontrada na baia de cavalos, aconteceu na manhã desta quarta-feira (05) no município de Jaraguá do Sul, em Santa Catarina (SC).

De acordo com os proprietários do local onde ficam os cavalos, os mesmos foram alimentar os animais quando se depararam com a serpente peçonhenta.

Os militares do Corpo de Bombeiros, que realizaram o resgate da jararaca, a cobra media 1,5 metro. A cobra também estava bastante agressiva, o que dificultou os trabalhos.

Assista o vídeo gravado pelo bombeiro Cristiano Bezerra, no momento da soltura da cobra jararaca:


--Continua depois da publicidade--

A Jararaca

A jararaca pertence ao gênero Bothrops de serpentes da família Viperidae.

Popularmente, as espécies são denominadas de jararacascotiaras e urutus. São serpentes peçonhentas, encontradas nas Américas Central e do Sul, sendo importantes causadoras de acidentes com animais peçonhentos no Brasil e nos outros países onde se distribuem, com altas taxas de morbidade e mortalidade.

As diferentes espécies apresentam grande variabilidade, principalmente nos padrões de coloração e tamanho, ação da peçonha, dentre outras características. Atualmente, 47 espécies são reconhecidas, mas é consenso dentre os pesquisadores que a taxonomia e sistemática deste grupo está mal resolvida, de modo que novas espécies têm sido descritas, algumas sinonimizadas e entre outros.

Essas serpentes apresentam grande variação em tamanho, as menores espécies não ultrapassando setenta centímetros e as maiores atingindo cerca de dois metros de comprimento.

O arranjo das escamas no topo da cabeça é extremamente variável; o número de escamas interorbitais pode variar de três a catorze. Usualmente, estão presentes entre sete e nove escamas supralabiais e entre nove e onze sublabiais.

Existem entre 21-29 escamas dorsais, 139-240 ventrais e 30-86 subcaudais, que são, geralmente, divididas. Variações nos números de escamas dentro da mesma espécie são muito frequentes.

Jararaca vai em busca do lagarto que ela picou. Foto: Cláudio Timm


--Continua depois da publicidade--

Se você gostou deste post: Bombeiros resgatam jararaca que estava em baia de cavalo ; vai gostar também de ler esta notícia: Incrível flagrante de camarão trocando de casca

Siga-nos no Facebook Twitter para se manter informado com as notícias de hoje!

João Ricardohttps://www.cenariomt.com.br
Possui experiência em produção textual e, atualmente, dedica-se à redação do CenárioMT produzindo conteúdo sobre a região norte de Mato Grosso.

Publicidade

Redes sociais

107,375FãsCurtir
17,057SeguidoresSeguir
2,127SeguidoresSeguir

Lucas do Rio Verde

Vida Nova II
Habitação informa avaliação da Caixa Econômica dos dossiês de sorteados
janeiro 23, 2022
ROUBO
Lucas do Rio Verde: Suspeito invade farmácia e rouba dinheiro e celulares
janeiro 23, 2022
ATUALIZAÇÃO
Lucas do Rio Verde tem 187 notificações de casos positivos de Covid-19 em 24 horas
janeiro 23, 2022
ATUALIZAÇÃO
Pelo quarto dia seguido, Lucas do Rio Verde registra mais de 100 casos positivos de Covid-19
janeiro 22, 2022