29.5 C
Lucas do Rio Verde
quarta-feira, 28 outubro, 2020
Início MATO GROSSO UFMT anuncia racionamento de energia, recesso do RU e redução na segurança

UFMT anuncia racionamento de energia, recesso do RU e redução na segurança

Por OLHAR DIRETO

A Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) anunciou nesta quarta-feira (4) a suspensão de diversos serviços realizados dentro do campus, como limpeza, otimização nos serviços da portaria e vigilância armada, recesso do Restaurante Universitário nas férias e racionamento de energia elétrica em alguns setores da universidade. As medidas emergenciais foram tomadas após o anúncio do governo sobre o contingenciamento de 30% dos recursos financeiros repassados para a universidade.

De acordo com a universidade, o Decreto n.º 9.711, de 15 de fevereiro de 2019, que dispõe sobre a programação orçamentária e financeira, impôs limitações orçamentárias às IFES e estabeleceu um bloqueio de 30% no orçamento da instituição.

A insuficiência dos recursos liberados pelo Ministério da Educação (MEC), irá afetar diversas atividades acadêmicas e administrativas como instalação de câmeras de segurança, mudança na freqüência de limpeza nos laboratórios, redução das aulas de campo, pesquisa e extensão, entre outros.


-Continua depois da publicidade ©-

Racionamento de energia

Parte das medidas emergenciais tomadas pela universidade atinge um dos serviços mais essenciais dentro do campus, a energia elétrica. De acordo com a UFMT, os setores administrativos como Reitorias, Pró-Reitorias, Secretarias, Escritórios, inclusive dos campi do interior, passam a ter horário de atendimento das 7h30 às 11h30 e 12h30 às 16h30.

Ainda de acordo com a universidade, o custo de energia elétrica entre 17h30 e 20h30 é aproximadamente cinco vezes maior que demais horários. O horário de funcionamento da Instituição (unidades acadêmicas) permanece das 7h00 às 23h30 de segunda a sexta-feira e das 7h00 às 11h00 aos sábados.

Corte nas bolsas de pós-doutorado

A Coordenação Pessoal de Nível Superior (Capes), fundação vinculada ao Ministério da Educação (MEC), anunciou na terça-feira (3) a suspensão de 5.613 bolsas de pós-graduação até o final de 2019 em todo o país. Considerando os três cortes, de abril a dezembro, serão menos 55 bolsas de mestrado, 15 de doutorado e dez de pós-doutorado na Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT). Isso representa uma perda de 11 a 12% em bolsas de mestrado e cerca de 10% em doutorado. O maior percentual ficou para as bolsas de pós-doutorado, que terão corte de aproximadamente 25%.



Dayelle Ribeirohttps://www.cenariomt.com.br
Redatora do portal CenárioMT
- Publicidade -

Últimas

Médicos credenciados do Mato Grosso Saúde debatem sobre câncer de mama em live nesta quarta-feira (28)

A especialista em radiologia geral e métodos de diagnóstico por imagem das mamas, Hilda Menna Barreto, e o mastologista e cirurgião oncológico, Pedro Fontes,...

Polícia Civil prende um dos principais alvos de investigação sobre furto e roubo de gado na região metropolitana

Equipes da Delegacia de Roubos e Furtos de Cuiabá (Derf) cumpriram nesta terça-feira (27) a prisão preventiva de um dos principais alvos da Operação...

Governo de Mato Grosso vai retomar obra do Hospital Central; proposta apresentada é 20% menor que previsão

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) divulgou a classificação das 11 empresas credenciadas na Concorrência nº 002/2020 para a retomada da construção do...

Acompanhando reintegração de posse, policiais encontram carabina em barraco

Policiais militares do Núcleo de Novo Santo Antônio (a 1.063 km de Cuiabá) apreenderam nesta terça-feira (27.10), uma carabina com pólvora e espoletas durante...