19.9 C
Lucas do Rio Verde
sábado, 15 maio, 2021
InícioMATO GROSSOProjeto propõe ações para neutralizar emissão de gases de efeito estufa em...

Projeto propõe ações para neutralizar emissão de gases de efeito estufa em Mato Grosso

A Trajetória de Descarbonização tem a meta de zerar as emissões e ajudar a conter o aumento da temperatura do planeta
Por Cenário MT/Sema-MT

A Secretaria de Estado De Meio Ambiente (Sema-MT) conduziu a reunião do Fórum Mato-grossense de Mudanças Climáticas nesta quarta-feira (28.04), com o objetivo central de apresentar as 12 ações propostas pelo Projeto Trajetória de Descarbonização de Mato Grosso para zerar a emissão de gases do efeito estufa até 2050.

Além de apontar o quanto cada ação pode contribuir com a redução das emissões, o projeto calculou os possíveis custos e economias na implementação das mesmas, o impacto na economia local, geração de empregos, produto interno bruto (PIB) e crescimento econômico.

“Medidas que possibilitam a produção sustentável e a redução dos gases de efeito estufa estão de acordo com os objetivos do Estado de Mato Grosso, nós temos uma convergência de fatores que pode trazer o sucesso desta iniciativa”, afirmou a secretária de Estado de Meio Ambiente, Mauren Lazzaretti, durante o encontro.

De acordo com Felipe Casarim, da Winrock International, as ações ajudam o meio ambiente sem prejudicar o desenvolvimento econômico. As atividades são focadas no controle e combate ao desmatamento, manutenção de áreas protegidas pelo Estado, restauração de biomas e fortalecimento de políticas públicas fomentadas pelo Governo de Mato Grosso.

Descarbonização

A trajetória de descarbonização tem o objetivo de transformar a economia de modo a reduzir a emissão dos gases causadores do efeito estufa (GEE) em diferentes setores, estimulando o desenvolvimento socioeconômico.

O projeto é apoiado pela Força Tarefa dos Governadores para o Clima e Floresta (GCF Task Force), e pelas entidades Winrock International, The Climate Group (TCG), The Center For Climate Strategies. e financiado pela Norway’s International Climate and Forest Initiative (NICFI).

Mato Grosso é um dos seis estados subnacionais selecionados para receber o Projeto de Descarbonização e faz parte de uma coalizão que se comprometeu a adotar medidas climáticas para conter o aumento da temperatura do planeta (Under 2 Coalition).

As medidas consideradas prioritárias para a trajetória de descarbonização de Mato Grosso levam em consideração os setores que mais contribuem com a emissão dos gases de efeito estufa: a agropecuária, seguida pela mudança no uso da terra, transporte e produções industriais, que são, justamente, os setores que mais podem se beneficiar das ações previstas e, ao mesmo tempo, contribuir não apenas com a redução das emissões, mas também com a remoção de GEE da atmosfera.

As 12 ações propostas pelo plano são a manutenção do ativo florestal do estado, manejo florestal sustentável, regularização fundiária, melhorias na gestão de áreas protegidas, reflorestamentos comerciais, restauração de florestas, redução do risco de incêndios, manejo sustentável para a produção agropecuária, proteção de vegetação secundária em áreas de desmatamento legal, recuperação de pastagens, integração lavoura-pecuária-floresta, e produção e consumo de biocombustíveis.

Mais de 60 inscritos participaram do Fórum, entre eles, representantes do setor produtivo, órgãos estaduais, e sociedade civil organizada.


- Publicidade -

Últimas no CenárioMT

Lucas do Rio Verde

POLÍCIA
Morador de Lucas do Rio Verde cai em golpe e tem prejuízo de mais de R$ 25 mil
maio 14, 2021
SAÚDE
Lucas do Rio Verde é 2º na classificação regional e sobe para 41º no ranking estadual em vacinação contra Covid-19
maio 14, 2021