Polícia Militar lamenta morte de coronel da reserva remunerada Ricardo Almeida Gil

Durante o período que ficou na unidade, a equipe médica descobriu que o militar era diabético e estava sendo acompanhado e medicado. Na manhã de hoje, ele teve uma parada cardíaca e não resistiu.

0
- Foto por: PMMT

É com pesar que a Polícia Militar do Estado de Mato Grosso informa a morte do coronel da reserva remunerada Ricardo de Almeida Gil, 56 anos, ocorrida na manhã desta quarta-feira (16.09), na capital.

Ele estava internado há uma semana e dois dias no Hospital e Pronto Socorro de Cuiabá depois de ter uma convulsão. Durante o período que ficou na unidade, a equipe médica descobriu que o militar era diabético e estava sendo acompanhado e medicado. Na manhã de hoje, ele teve uma parada cardíaca e não resistiu.


-Continua depois da publicidade ©-

Coronel Ricardo Gil prestou serviço a corporação por 34 anos e atuou como comandante dos Comandos Regionais de Várzea Grande e Rondonópolis. Foi comandante nas cidades de Juína e Rosários Oeste. Prestou serviço na inteligência e administrativo junto ao Comando Geral. Atualmente era um dos diretores do Hospital da Polícia Militar.

O coronel deixa dois filhos, Rodrigo Alves Almeida Gil e Ricardo Alves de Almeida Júnior.

Obedecendo aos protocolos da Vigilância Sanitária devido ao período de pandemia, o coronel será velado a partir das 13h, na Funerária Dom Bosco, na Avenida General Vale Valle, 264, bairro Bandeirantes, na capital. O sepultamento será às 17h, no Cemitério Parque Bom Jesus de Cuiabá.

A Polícia Militar deseja condolências a toda família e amigos.

Leia também: Resultado das loterias de hoje (21/09/2020)


Amazonia 03 de Junho