Polícia Federal deflagra operação em Mato Grosso para combater desmatamento criminoso na Amazônia

Fonte: CENÁRIOMT

Polícia Federal deflagra operação em Mato Grosso para combater desmatamento criminoso na Amazônia
Polícia Federal deflagra operação em Mato Grosso para combater desmatamento criminoso na Amazônia

Nesta quarta-feira (26), a Polícia Federal lançou a Operação Surtur, focada em combater o desmatamento ilegal de mais de 15 mil hectares na zona rural de Castelo dos Sonhos, Pará, uma região crítica na Amazônia Legal.

A operação incluiu o cumprimento de oito mandados de busca e apreensão nos municípios de Novo Progresso (PA), Castelo dos Sonhos (PA) e Sinop (MT). Além disso, foram emitidas ordens de sequestro de bens no valor de R$ 630 milhões, todas autorizadas pela Justiça Federal da Subseção de Itaituba (PA). Os alvos são suspeitos de estarem envolvidos em crimes ambientais e de posse irregular de terras.

As investigações revelaram um padrão de desmatamento intensivo em diversas fazendas da região, todas registradas em nomes diferentes. Este padrão, conhecido como “desmate em bloco”, sugere uma ação coordenada entre os posseiros dessas áreas, permitindo a destruição rápida e extensa da floresta.

A Polícia Federal destacou que a operação é essencial para interromper a rápida destruição da floresta amazônica, que não apenas ameaça a biodiversidade local, mas também contribui para a crise climática global. As autoridades reafirmaram seu compromisso em combater o desmatamento ilegal e outras atividades criminosas que destroem o patrimônio natural do país.

A Operação Surtur sublinha a importância da cooperação entre diferentes esferas governamentais e a sociedade civil na luta contra crimes ambientais. As ações contra os responsáveis pelo desmatamento ilegal são vitais para a preservação da Amazônia, garantindo sustentabilidade ecológica e promovendo um desenvolvimento econômico que respeite o meio ambiente.

Redatora do portal CenárioMT, escreve diariamente as principais notícias que movimentam o cotidiano das cidades de Mato Grosso. Já trabalhou em Rádio Jornal (site e redação).