32.5 C
Lucas do Rio Verde
sexta-feira, 23 julho, 2021
InícioMATO GROSSOOperação desarticula atuação de grupo que utilizava licença falsa para exploração ambiental...

Operação desarticula atuação de grupo que utilizava licença falsa para exploração ambiental em Nova Lacerda

Por CENÁRIOMT

Uma operação conjunta da Polícia Civil e da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema) foi deflagrada na manhã desta quinta-feira (06.05) para desarticular a atuação de grupo envolvido com crime ambiental de exploração de minérios na região de Nova Lacerda. A ação resultou na apreensão de diversos maquinários e mais de 30 pessoas conduzidas à delegacia. O material apreendido na operação ainda está sendo contabilizado pelas equipes.

A operação deflagrada pela Delegacia de Comodoro em parceria com a Sema conta com a participação das equipes da Delegacia Especializada de Meio Ambiente (Dema), Gerência de Operações Especiais (GOE), policiais das Delegacias de Pontes e Lacerda, Vila Bela da Santíssima Trindade, Campos de Júlio, além do apoio do Centro Integrado de Operações Aéreas (CIOPaer).

As investigações iniciaram após a Polícia Civil de Comodoro receber informações de que algumas pessoas estavam utilizando uma licença de exploração falsa, que deveria ser emitida pela Sema, para iniciar a exploração do solo de uma região na zona rural de Nova Lacerda.

Em posse da licença falsa, os suspeitos chegaram a fechar um contrato com o proprietário da terra e já estavam atuando com a exploração da vegetação, modificação do solo, jogando detritos e fazendo a exploração de minérios, através da atividade de garimpo ilegal.

Com base nas informações, as equipes da Polícia Civil de Comodoro e Vila Bela da Santíssima Trindade iniciaram as investigações, conseguindo junto a Sema um despacho da secretaria com elementos que identificam que a licença de operação apresentada pelos suspeitos é falsa. Entre os itens apontados estão data, assinatura e alguns elementos específicos que comprovam a falsificação do documento.

Dando continuidade as investigações, os policiais iniciaram os trabalhos de campo, sendo determinado que as equipes fizessem o levantamento de área, sendo identificado três principais pontos em que o grupo mais se concentra. Nos locais de atuação dos suspeitos, foi identificada a presença de maquinários, pás carregadeiras, caminhonetes, bombas d’água e ferramentas.

O delegado responsável pela investigação, João Paulo Berté, em consulta junto ao setor específico da Sema que mexe com a parte mineral, foi novamente confirmado que não existe licença para exploração do local onde foi feito o levantamento.

“Desta forma fica caracterizado que todas as pessoas que estão na área, atuando com a exploração mineral e vegetal, estão em situação de flagrante de crime ambiental que está ocorrendo na região”, destacou.

Mais de 30 pessoas foram  conduzidas para a Delegacia de Comodoro pra prestar esclarecimentos sobre os fatos e responderão por crime ambiental.

Rebeca Moraeshttps://www.cenariomt.com.br
Redatora do portal CenárioMT, escreve diariamente as principais notícias que movimentam o cotidiano das cidades de Mato Grosso.
- Publicidade -

Lucas do Rio Verde

Lucas do Rio Verde
Agentes da Vigilância Sanitária passam por capacitação em Lucas do Rio Verde
julho 23, 2021
PARCERIA ENTRE CLUBES
Atleta da base do LEC ganha oportunidade em parceria com o Grêmio/RS
julho 23, 2021