18.5 C
Lucas do Rio Verde
sexta-feira, 14 maio, 2021
InícioMATO GROSSONúmero de devedores cresce 3,91% em Mato Grosso, aponta CDL

Número de devedores cresce 3,91% em Mato Grosso, aponta CDL

Por Cenário MT/ Assessoria CDL

Conforme levantamento da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), a inadimplência cresceu em Mato Grosso quando comparada com o mês anterior. Na passagem de fevereiro para março, o número de devedores no Estado cresceu 3,91%, totalizando aproximadamente 1,129 milhões. Na região Centro‐Oeste, na mesma base de comparação, a variação foi de 3,09%. Quando comparado março de 2021 com o mesmo período de 2020, o número de inadimplentes caiu ‐2,38%. O dado ficou abaixo da média da região Centro‐Oeste (‐1,64%) e acima da média nacional (‐5,05%).

A pesquisa mostra também que a abertura por faixa etária do devedor mato-grossense com participação mais expressiva continua sendo de 30 a 39 anos (26,23%), seguida pela de 40 a 49 anos (21,66%), 50 a 64 anos (19,58%) e 25 a 29 anos (13,12%), além disso, na passagem de fevereiro para março de 2021, o número de dívidas cresceu 3,91%, totalizando aproximadamente 2,160 milhões. Na região Centro‐Oeste, nessa mesma base de comparação, a variação foi de 2,91%. Já quando comparado março de 2021 com o mesmo período de 2020, o número de dívidas em atraso de moradores do Estado, caiu ‐5,03%, em relação a março de 2020. O dado ficou abaixo da média da região Centro‐Oeste (‐4,21%) e acima da média nacional (‐ 8,17%).

Já em relação ao setor com participação mais expressiva do número de dívidas em março permaneceu os bancos, com 32,07%, seguido do comércio com 30,60% e Água e Luz com 17,37% do total de dívidas.

Sobre o número médio de dívidas por cidadão, o levantamento mostra que em março de 2021, cada consumidor inadimplente tinha em média 1,913 dívidas em atraso. O número ficou acima da média da região Centro‐Oeste (1,860 dívidas por pessoa inadimplente) e acima da média nacional registrada no mês (1,784 dívidas para cada pessoa inadimplente).

De acordo com o superintendente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL Cuiabá), Fábio Granja, “conforme já alertado durante o mês de março, que diante da crise sanitária e das restrições impostas pelos entes públicos para as atividades econômicas, poderia resultar em aumento no número de devedores em Mato Grosso, cenário esse que já tinha sido vivenciado em período semelhante de 2020, ficou confirmado no fechamento do referido mês com um aumento de aproximadamente 42 mil novos devedores e 81 mil novas dividas vencidas”, afirmou ele, reforçando ainda que, “tivemos uma redução na participação das dívidas com o comércio em -3%, porém, infelizmente, o motivo da redução não foi devido a negociações de dívidas, mas sim pela queda brusca nas vendas, além disso, um número preocupante é o aumento contínuo na participação das contas de água e luz do total de dívidas, março fechou com um percentual de 10,5% acima de fevereiro, isso confirma que o poder financeiro do cidadão tem reduzido e afetado cada vez mais o pagamento em dia de compromissos, inclusive de contas básicas”.

Em pesquisa realizada em fevereiro pela CDL Cuiabá com devedores mato-grossenses, 36,7% já tinham relatado diminuição na renda. Dos entrevistados, 23,3% apresentaram dificuldades de pagamento em dia com contas de Água e Luz e 14% com parcelas de cartão de crédito, além disso, 26,2% citaram muita dificuldade de pagamento com supermercados e 12,3% com combustíveis. A média de tempo de atraso das contas em geral já estava em 117 dias.


- Publicidade -

Últimas no CenárioMT

Lucas do Rio Verde

FERIADO MUNICIPAL
Missa na Igreja Matriz celebra Dia da Padroeira de Lucas do Rio Verde
maio 13, 2021
Geral
Rota do Oeste oferece sete vagas para contratação imediata em Lucas do Rio Verde
maio 12, 2021