Motorista é condenado a 21 anos de prisão por causar acidente que matou 2 pessoas enquanto dirigia alcoolizado

Fonte: CENÁRIOMT

Motorista é condenado a 21 anos de prisão por causar acidente que matou 2 pessoas enquanto dirigia alcoolizado
Motorista é condenado a 21 anos de prisão por causar acidente que matou 2 pessoas enquanto dirigia alcoolizado

O réu foi condenado pelo Tribunal do Júri da comarca de Jauru (a 425km de Cuiabá) por dois homicídios consumados e três tentativas de homicídio, ocorridos durante um acidente de carro enquanto ele dirigia sob efeito de álcool e em alta velocidade. A pena determinada foi de 21 anos de reclusão, em regime inicial fechado. O julgamento, realizado em 7 de junho, contou com a atuação do promotor de Justiça Eduardo Antonio Ferreira Zaque.

Conforme a denúncia do Ministério Público de Mato Grosso, o acidente ocorreu na madrugada de 31 de dezembro de 2011, na Rodovia Estadual MT 247, em Jauru. O réu, ciente do risco que corria e das consequências possíveis, colidiu com uma placa de sinalização, o que resultou no capotamento do veículo várias vezes, causando a morte de duas pessoas e ferindo outras três, todas passageiras do carro.

As irmãs Kamila Justi Lima e Bruna Justi Lima faleceram no acidente, enquanto Elder Renan Ferraz Alcântara, Ana Carolina Oliveira Araújo e Raoni Etiene de Souza ficaram feridos. As investigações revelaram que o acusado havia consumido álcool na noite anterior e, após deixar o local de motocicleta, retornou dirigindo um automóvel. Ele convidou Elder Renan para dar uma volta de carro, e as outras quatro vítimas também entraram no veículo.

O réu dirigiu pela Avenida Padre Nazareno Lanciotti e, desconsiderando os pedidos de Elder Renan para retornar à cidade de Jauru, seguiu em direção à rodovia, alegando que queria “mostrar um negócio” aos passageiros. Já na Rodovia Estadual MT 247, dirigindo em direção a Vale de São Domingos, e sob efeito de álcool, o réu aumentou a velocidade do veículo para cerca de 170 km/h, apesar dos pedidos dos passageiros para reduzir a velocidade ao se aproximarem de uma curva sinalizada como perigosa.

Ignorando os alertas e os sinais de curva, o réu continuou acelerando e passou direto pela curva acentuada sem frear, colidindo com uma placa de sinalização, caindo em um barranco e capotando o carro várias vezes.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Após o acidente, Elder Renan conseguiu sair do carro e pedir socorro. As vítimas fatais foram arremessadas do veículo, e seus corpos foram encontrados a aproximadamente 150 metros do carro. Os demais passageiros sofreram lesões corporais leves.

Redatora do portal CenárioMT, escreve diariamente as principais notícias que movimentam o cotidiano das cidades de Mato Grosso. Já trabalhou em Rádio Jornal (site e redação).