A Polícia Judiciária Civil (PJC) de Mato Grosso está investigando a morte de dois homens ocorridas entre os dias 09 e 11 de março nas cidades de Nova Mutum e Sorriso. Os dois são os principais suspeitos de um assassinato ocorrido em 2010 em Tangará da Serra.

Os suspeitos teriam tirado a vida do caminhoneiro Valmir Monteiro.

Um dos homens foi encontrado morto na segunda-feira, dia 09 em Nova Mutum. Já o segundo morreu, supostamente envenenado, nesta quarta-feira, 11 em Sorriso, cerca de 48 horas depois da primeira morte.

O caso intriga o setor de segurança pública. Isso porque os homens e uma mulher, foram acusados pelo assassinato do caminhoneiro.

O caminhoneiro Valmir Monteiro foi executado com quatro tiros em 2010 e deixou duas filhas. Ele foi morto dentro do carro dele, em uma avenida de Tangará da Serra. Antes de morrer, ele ligou para a polícia e falou o nome do assassino.

A mulher foi acusada de cúmplice no crime, pois manteria há época dos fatos, um caso com um dos homens, apontado pelo Ministério Público (MPE) como o mandante do homicídio. Ela foi julgada e condenada em 2013 e 2015. Os homens ficaram presos por vários anos, mas agora estavam livres e viviam no norte de Mato Grosso.

Leia também: Previsões para o horóscopo do dia de hoje (03/08/2020)


Amazonia 03 de Junho