Vereadores destacam economia da Câmara e aprovam repasse de R$ 50 mil a grupo escoteiro

Fonte: Herbert de Souza / Assessoria

fotos bancoimagens 1601
Foto: Rayan Nicácio / Ascom

Foi aprovado, em primeira e única votação nominal, o projeto de lei que autoriza o município a firmar termo de fomento com o Grupo Escoteiro Calango de Lucas do Rio Verde. Com isso, a entidade poderá receber R$ 50 mil para aquisição de um contêiner para a instalação de sua sede administrativa. Durante a discussão do projeto, vários vereadores destacaram o papel da Câmara de Vereadores, já que os recursos foram viabilizados graças à economia feita pelo Legislativo no ano passado.

“Esse valor é referente a parte do duodécimo do Poder Legislativo Municipal, o qual, por meio de muito trabalho e economia financeira, conseguiu destinar para algumas instituições importantes do nosso município, dentre elas, o Grupo Escoteiro Calango, que faz um trabalho incrível em Lucas. É impressionante o quanto esses profissionais se doam para tornar essas crianças e jovens ainda melhores. É uma satisfação grande poder participar”, disse o vereador Wlad Mesquita.

Em sua fala, o vereador Márcio Albieri também destacou a economia feita pela Câmara. “É importante explicar que o Legislativo tem direito de receber 7% do orçamento municipal, mas fica com pouco mais de 2%. Mesmo recebendo esse que é o menor duodécimo entre as câmaras de Mato Grosso, ainda assim conseguimos economizar esse dinheiro. Recentemente, fizemos repasse para a construção do ginásio da APAE e isso só foi possível porque esses vereadores economizaram. E parabéns ao Grupo Escoteiro Calango pelo brilhante trabalho”.

O presidente em exercício, Daltro Figur, ressaltou a parceria com o Poder Executivo, que acatou as indicações feitas pela Câmara, quando houve a devolução de R$ 1,1 milhão no início do ano. “Não seria uma obrigatoriedade, mas a responsabilidade quando os poderes caminhos juntam é assim e a gente dá resultado para aqueles que realmente precisam”, avaliou.

O Grupo Escoteiro Calango é uma entidade sem fins lucrativos que iniciou suas atividades em outubro de 2009 como um movimento de formação de adultos, baseado nos princípios e métodos do escotismo. Seu objetivo é capacitá-los para repassar conhecimentos e habilidades aos jovens, preparando-os para a vida adulta.

Essa foi mais uma destinação dada pelo Poder Executivo aos recursos devolvidos pela Câmara, acatando as sugestões apresentadas pelos vereadores. A economia dos vereadores também se traduziu em um repasse de R$ 400 mil para a unidade de Hemodinâmica do Hospital São Lucas, área responsável pelo tratamento de disfunções neurológicas, endovasculares e cardiológicas. As obras já estão em andamento.

Além disso, foi indicado um valor de R$ 200 mil para a revitalização do prédio da Associação dos Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE), atendendo a uma solicitação apresentada por representantes da entidade em novembro do ano passado. Esse valor se somou aos R$ 100 mil já viabilizados pelo Legislativo em 2022 e possibilitou a entrega das obras em junho de 2024.

A Câmara também indicou R$ 50 mil para a associação Construtores do Futuro, que atende mais de 100 crianças carentes. O valor já foi repassado à entidade.

Em 2023, os gastos da Câmara representaram cerca de 2% do orçamento municipal, abaixo dos 7% autorizados por lei. Além disso, do valor recebido pelo Poder Executivo, a Câmara devolveu R$ 1,067 milhão, acrescidos de R$ 76,2 mil de rendimento do valor aplicado, totalizando R$ 1,144 milhão.

É formado em Jornalismo. Possui experiência em produção textual e, atualmente, dedica-se à redação do CenárioMT produzindo conteúdo sobre política, economia e esporte regional.