22.7 C
Lucas do Rio Verde
sábado, 18 setembro, 2021
InícioMATO GROSSOLUCAS DO RIO VERDELuverdenses participam de pesquisa sobre retorno do atendimento presencial da Defensoria Pública

Luverdenses participam de pesquisa sobre retorno do atendimento presencial da Defensoria Pública

Pesquisa ‘ouviu’ cerca de 300 pessoas entre os dias 27 de julho e 5 de agosto. Consultas foram por meio da internet
Por CenárioMT com informações Assessoria

Cerca de 300 pessoas residentes em várias cidades mato-grossenses participaram de uma pesquisa sobre o retorno do atendimento presencial da Defensoria Pública. Moradores de Lucas do Rio Verde também se manifestaram acerca da pesquisa. A pesquisa foi realizada entre os 27 de julho e 05 de agosto, por meio de formulário do Google, disponibilizado virtualmente à população do Estado.

Para 75,2% das 298 pessoas ouvidas em pesquisa de opinião feita pela Ouvidoria-Geral da Defensoria Pública de Mato Grosso, o órgão deve retomar o atendimento presencial. A maioria ouvida disse também que prefere o atendimento presencial, por agendamento, 56% das 257 pessoas que responderam a essa pergunta. E 45% das 299 pessoas ouvidas disseram que se sentem confortáveis em receber o atendimento presencial. Paralelo a isso, 43% de 297 pessoas disseram já ter recebido a primeira dose da vacina contra Covid-19.

Ao todo a pesquisa apresentou 15 perguntas, sendo 13 objetivas e duas que pediam respostas por extenso, sendo que nem todas exigiam o preenchimento obrigatório. Do total de 301 pessoas ouvidas, apenas 60 indicaram a idade e dessas, 80% têm entre 25 e 54 anos, sendo a maioria, 33%, do grupo de 35 a 44 anos.

Avaliação

Além da vontade da população, a pesquisa também quis saber como ela avalia o atendimento virtual. Para a maioria, 47,5% de 299 pessoas, o atendimento remoto foi prejudicial ao cidadão. Na pergunta seguinte, as pessoas puderam expressar os motivos que as levaram a avaliar o modelo dessa forma.

Para a maioria, 33% das 56 pessoas que responderam, o maior problema foi a falta de acesso a equipamentos eletrônicos e à internet, em seguida, aparece a dificuldade em expressar corretamente o serviço desejado, 32%, e por último, para 17%, o atendimento remoto é demorado.

As vantagens do atendimento remoto também foram listadas. Para 36,2% das 56 pessoas que responderam, o modelo previne o contágio da Covid-19, para 15,5% esse tipo de atendimento é rápido e para outros 15,5%, é acessível e econômico.

Ao ser questionado se, caso o atendimento presencial for retomado, irá presencialmente no órgão, a maioria, 49,2% dos 61 cidadãos que responderam à pergunta, disseram que sim.

Debate

“A retomada do atendimento presencial foi tema de debate em reunião do órgão colegiado da Defensoria Pública, o Conselho Superior, no final do mês passado. E para auxiliar na tomada de decisão, a Ouvidoria-Externa decidiu ouvir a população, por meio de pesquisa. Esses números foram apresentados aos conselheiros na manhã de sexta-feira (6/8) e o tema será analisado e debatido. Mas, a decisão final sobre se o presencial será retomado, caberá ao defensor público-geral, Clodoaldo Queiroz”, explica o ouvidor-geral, Cristiano Preza.

A pesquisa foi disponibilizada à população por meio do aplicativo WhatsApp e também, por meio de link e matéria no site da Defensoria Pública, e nas mídias sociais. Para o ouvidor, o número de participantes foi bom. “Tivemos a média de 37 pessoas respondendo à pesquisa por dia. É uma boa amostragem”, avalia.

Preza informa que no dia 20 deste mês entregará outra pesquisa, essa feita com o cidadão que tem buscado atendimento direto nos Núcleos. Ela será feita em Cuiabá e no interior nas próximas semanas. “A maioria entende que o órgão deve voltar, atendendo a todos os protocolos de segurança definidos pelo Ministério da Saúde e Organização Mundial de Saúde. E na avaliação da maioria, retomar, à princípio, de forma híbrida, é uma saída. Mas, nenhuma decisão foi tomada. O defensor público-geral abriu um procedimento no qual coleta informações para tomar essa decisão e essas pesquisas serão anexadas lá”, concluiu o ouvidor.

Celso Ferreira Neryhttps://www.cenariomt.com.br
É formado em Jornalismo. Possui experiência em produção textual e, atualmente, dedica-se à redação do CenárioMT produzindo conteúdo sobre política, economia e esporte regional.

Redes sociais

107,314FãsCurtir
17,057SeguidoresSeguir
2,036SeguidoresSeguir

Lucas do Rio Verde

Lucas do Rio Verde
Prefeitura de Lucas do Rio Verde publica novo decreto e atualiza medidas contra a Covid-19
setembro 17, 2021
CENSO
Prefeito diz que população de Lucas do Rio Verde é bem maior que a estimativa divulgada pelo IBGE
setembro 17, 2021
Vida Nova II
10 cadastros foram desclassificados nos últimos dias em Lucas do Rio Verde
setembro 17, 2021
Lucas do Rio Verde
Feirantes de Lucas do Rio Verde apresentam necessidades e Agricultura estuda parceria com Sebrae
setembro 17, 2021