20.2 C
Lucas do Rio Verde
sexta-feira, 30 julho, 2021
InícioMATO GROSSOLUCAS DO RIO VERDELactantes serão as próximas convocadas na vacinação contra a Covid-19 em Lucas...

Lactantes serão as próximas convocadas na vacinação contra a Covid-19 em Lucas do Rio Verde

As lactantes devem entrar em lista de espera nos PSFs de Lucas do Rio Verde
Por Redação CenárioMT com Assessoria

A Secretaria de Saúde de Lucas do Rio Verde informa que, de acordo com as resoluções do Governo do Estado de Mato Grosso, estão previstas doses da vacina contra a Covid-19 destinadas à lactantes acima de 18 anos de idade. No entanto, as doses ainda não chegaram no município.

Enquanto isso, a Secretaria de Saúde pede que as lactantes compareçam até o PSF mais próximo de sua residência e deixe o nome e interesse em ser vacinada em uma lista de espera. A lista servirá para controle e organização, já que à medida que as doses chegarem, gradativamente essas mulheres serão convocadas para receber a imunização no PSF onde foram incluídas no cadastro de lactantes.

Para deixar o nome na lista de reserva desse grupo prioritário, a lactante deve estar munida dos documentos pessoais e da certidão de nascimento da criança. É importante manter todos os dados cadastrais atualizados no PSF, especialmente o número de telefone, já que esse é o meio de contato entre o paciente e a imunização.

De acordo com a Resolução nº 63, o Governo do Estado inicialmente entende como lactante a mãe que está amamentando – de 46 dias pós-parto até os 12 meses de idade (um ano) da criança. Do dia um ao dia 45 pós-parto a mulher é considerada puérpera e este grupo está sendo imunizado juntamente com as gestantes.

Ainda conforme a Resolução nº 63, neste momento, Lucas do Rio Verde receberá do Governo do Estado cerca de 20% da estimativa de doses destinadas à lactantes, incluindo 1ª e 2ª doses na mesma remessa.

Sobre as lactantes infectadas ou com suspeita de Covid-19, o Ministério da Saúde esclarece que ainda não há comprovação de que o coronavírus seja transmitido através do leite e que a mãe não precisa ser separada do bebê. De qualquer forma é imprescindível a adequada lavagem das mãos antes e depois da amamentação ou da retirada do leite materno.

O Plano Nacional de Operacionalização (PNO) da vacinação contra a Covid-19 (7ª edição) reforça que o ALEITAMENTO MATERNO NÃO DEVERÁ SER INTERROMPIDO em caso da vacinação de lactantes e a DOAÇÃO DE LEITE de lactantes vacinadas está permitida.

Não há restrição para lactantes para o recebimento da vacina da marca AstraZeneca. A restrição é exclusiva para gestantes e puérperas. Ou seja, após os 45 dias de nascimento do bebê, a mãe pode receber vacina de qualquer marca disponível.

No entanto, assim como no caso de gestantes e puérperas, as lactantes devem ser informadas sobre os dados de eficácia e segurança conhecidos sobre as vacinas e da ausência de alguns dados relacionados para que possam tomar uma decisão esclarecida e não influenciada.

 

Gustavo Praiadohttps://www.cenariomt.com.br
Gosta de economia, assistir séries, filmes de ação e gosta de videogames. Editor no CenárioMT nos cadernos de Economia e Mundo, mas nem por isso deixa uma notícia regional em branco, sempre atento as tendências que o internauta procura para ficar bem informado.
- Publicidade -

Lucas do Rio Verde

PREVILUCAS
Previlucas nomeia novo diretor executivo da autarquia
julho 30, 2021
ENSINO TÉCNICO
Com nova sede, Seciteci de Lucas do Rio Verde prevê início de novas turmas a partir de agosto
julho 30, 2021