23 C
Lucas do Rio Verde
sexta-feira, 26 novembro, 2021
InícioMATO GROSSOLUCAS DO RIO VERDEEscolas da Rede Estadual devem aderir à paralisação nesta quarta-feira (27) em...

Escolas da Rede Estadual devem aderir à paralisação nesta quarta-feira (27) em Lucas do Rio Verde

Na pauta estadual, o Sintep cobrar os débitos do governo Mauro Mendes com a Revisão Geral Anual (RGA)
Por CenárioMT

Escolas da Rede Estadual em Lucas do Rio Verde devem aderir à paralisação estadual, que ocorrerá nesta quarta-feira (27). O ato está sendo promovido pelo Sindicato dos Trabalhadores no Ensino Público de Mato Grosso (Sintep/MT) e deve ocorrer nas principais cidades do estado.

A presidente do Sintep – Subsede Lucas do Rio Verde – Professora Tânia Jorra, afirmou que até a manhã desta terça-feira (26) poucas escolas confirmaram a adesão ao movimento.

“Até agora as escolas que nos deu um retorno foi a Márcio Shabat (bairro Veneza) e a Dom Bosco, no período noturno. No decorrer do dia estaremos em reunião com a Dom Bosco nos períodos matutino e vespertino, escola Manuel de Barros e Ângelo Nadin para saber se haverá adesão dessas unidades”, comentou ao CenárioMT, Tânia Jorra.

Em Lucas do Rio Verde, a principal reivindicação é para o não fechamento da Assessoria Pedagógica – entidade que representa diretamente a Secretaria de Estado de Educação (Seduc/MT).

Com o fechamento da Assessoria Pedagógica, todas as demandas das Escolas Estaduais no município, precisarão ser remetidas à Sinop, o que torna inviável e moroso, afirmou Jorra.

“Se torna inviável para Lucas do Rio Verde não ter um ponto de referencia. Hoje a rede estadual conta com mais de 6 mil alunos. Então as escolas estão aderindo ao manifesto contra o fechamento da Assessoria Pedagógica”, reafirmou.

Caso haja o fechamento da Assessoria Pedagógica, os profissionais querem ao menos a instalação de uma  Diretoria Regional de Educação – DRE.

A DRE representará a Seduc – equivalente a uma estrutura intermediária entre o órgão central e as unidades escolares.

REIVINDICAÇÃO ESTADUAL

No próximo dia 27 de outubro (quarta-feira), o Sindicato dos Trabalhadores no Ensino Público de Mato Grosso convoca a paralisação de um dia na rede estadual de ensino para cobrar os débitos do governo Mauro Mendes com a Revisão Geral Anual (RGA), que achata em mais de 20% o poder de compra dos salários, bem como rever as políticas prejudiciais à Educação Pública.

A mobilização, de acordo com o Sintep/MT “integra o ato coletivo dos servidores públicos estaduais, convocado pelas entidades que compõem o Fórum Sindical de Mato Grosso, e marca a retomada de manifestações contra os ataques promovidos pelos governos estadual e federal, como a ameaça da Reforma Administrativa (PEC-32)”.

“O ato na capital terá concentração a partir das 8 horas na Assembleia Legislativa de Mato Grosso. O objetivo é pressionar os deputados para se manifestarem pelo cumprimento total dos valores de reajustes atrasados, muito mais que os 6,5% que o governo tem anunciado. Às 14 horas, ocorrerá uma passeata saindo da frente do Tribunal Regional do Trabalho (TRT), percorrendo todo o Centro Político Administrativo, fazendo um alerta à sociedade sobre o desmonte de direitos realizados pelo governo contra a população”, afirmou o Sintep, através do seu portal na internet.

O manifesto se estenderá em todo o estado, com agendas definidas pelas subsedes do Sintep/MT e demais sindicatos parceiros. Na pauta da Educação destacam-se: o desmonte do governo Mauro Mendes às Leis da Carreira. Entre os pontos se destacam: o apoio a declaração de inconstitucionalidade da Lei 510/2013 (Dobra do Poder de Compra); a suspensão de nomeação de concursados para todos os cargos e funções da carreira; o fechamento de escolas com municipalização de parte do Ensino Fundamental, entre outras medidas de desmonte da Educação Pública.

Os sindicalistas e manifestantes aproveitam o ato para reafirmar a luta contra a ameaça da Reforma Administrativa do governo Bolsonaro. A PEC (Proposta de Emenda Constitucional) nº 32 pretende atacar o papel do Estado no atendimento das políticas públicas para a população brasileira, entregando ao setor privado os serviços como educação, saúde e outras políticas públicas.

João Ricardohttps://www.cenariomt.com.br
Possui experiência em produção textual e, atualmente, dedica-se à redação do CenárioMT produzindo conteúdo sobre a região norte de Mato Grosso.

Redes sociais

107,362FãsCurtir
17,057SeguidoresSeguir
2,089SeguidoresSeguir

Lucas do Rio Verde

SUCESSÃO NA OAB
Em eleição disputada voto a voto, advogada Danusa é eleita presidente da OAB Lucas do Rio Verde
novembro 26, 2021
GERALC
Lucas do Rio Verde é destaque no Prêmio Cidades Excelentes 2021
novembro 26, 2021
Lucas do Rio Verde
Alunos da Eça de Queirós realizam atividade prática que fomenta o cooperativismo
novembro 26, 2021
COTIDIANO
“Violência contra mulher é violação de direitos humanos”, diz desembargadora em visita a Lucas
novembro 26, 2021