19.9 C
Lucas do Rio Verde
sábado, 15 maio, 2021
InícioMATO GROSSOLUCAS DO RIO VERDEEmpossado para novo mandato, João Vicente diz que plano é aprimorar e...

Empossado para novo mandato, João Vicente diz que plano é aprimorar e consolidar o Campus

Neto e outros diretores eleitos em Mato Grosso foram empossados em cerimônia virtual do IFMT no início da semana
Por Da Redação

Aprimorar e consolidar o Campus Avançado do Instituto Federal de Mato Grosso em Lucas do Rio Verde. Com esse objetivo, João Vicente Neto tomou posse como diretor-geral da instituição no início desta semana. A cerimônia virtual marcou ainda a posse de outros diretores gerais de campi do IFMT e do reitor da instituição no Estado, Julio dos Santos.

Vicente Neto ocupava mandato ‘pro tempore’. Sua eleição para comandar o Campus Avançado de Lucas do Rio Verde ocorreu em dezembro de 2020.

Sobre o novo mandato, que terá duração de 4 anos, o diretor geral diz que a meta principal é consolidar a instituição no município. Para alcançar o objetivo, de atender o anseio da sociedade, João Vicente Neto afirmou que essa busca passa por parcerias. Nesse contexto, a proposta é estar lado a lado com o poder público e com a iniciativa privada. “Visando, não somente a qualificação das pessoas, trabalhadores, mas também a produção e desenvolvimento do setor produtivo, ajudando em pesquisas, desenvolvimento e transferência de tecnologia”, pontuou.

Desde sua fundação, o Campus Avançado de Lucas do Rio Verde é dirigido por João Vicente Neto. Ao longo destes 5 anos, ele assinalou que a busca por infraestrutura para o desenvolvimento das atividades, em especial às que envolvem aulas em laboratório, pautou sua gestão. “Por isso a gente fala que agora é aprimorar e consolidar o Campus”, ressaltou.

Investimentos

De acordo com o diretor, a partir de agora a instituição busca estruturar o IFMT como um polo de inovação. A ideia é que Campus Avançado tenha estrutura adequada que permita aos estudantes desenvolverem a criatividade, aplicando ideias e soluções em problemas locais, relacionados ao agronegócio e a biotecnologia. Para conseguir esse objetivo, João Vicente vai buscar apoio do setor privado e da bancada federal.

Outra proposta é criar cursos de pós-graduação, tanto em nível de especialização, como em nível de mestrado em biotecnologia e outras áreas da educação.

“Se for fazer uma prestação de contas rápida do que fizemos de 2015 até agora, nós podemos dizer que investimos em torno de R$ 4 milhões na implantação do Campus ao longo desses 5 anos, aportou em torno de 35 profissionais aqui dentro do Campus. E nós, com esses aportes financeiro e de recursos humanos conseguimos formar 5 turmas de cursos técnicos e formar a primeira turma, em 2020, de curso superior , com índice de empregabilidade de 82%”, evidenciou.

Aulas presenciais

Por conta da pandemia, o IFMT está com aulas presenciais suspensas até 31 de junho. “Continuamos em atividades de ensino remoto, chamado de Regime de Exercícios Domiciliares (RED) em acordo as orientações do MEC e do IFMT”, informou à reportagem do CenarioMT.


- Publicidade -

Últimas no CenárioMT

Lucas do Rio Verde

POLÍCIA
Morador de Lucas do Rio Verde cai em golpe e tem prejuízo de mais de R$ 25 mil
maio 14, 2021
SAÚDE
Lucas do Rio Verde é 2º na classificação regional e sobe para 41º no ranking estadual em vacinação contra Covid-19
maio 14, 2021