Na sessão de segunda-feira, 21, os servidores públicos municipais resolveram fazer um protesto pacífico questionando a demora na tramitação do Projeto de Lei 45/2020, de autoria do Poder Executivo, que trata da destinação de R$ 17 Milhões oriundos do Governo Federal para o combate a pandemia em Lucas do Rio Verde.

Respectivo Projeto que destina R$ 17 Milhões ao Município, está tramitando na Casa a aproximadamente 90 dias e é alvo de polêmicas entre os edis, uma vez que todo o recurso, ou seja, os 17 Milhões estão sendo destinados para pagamento de pessoal, onde o Executivo pretende utilizar os recursos do combate a pandemia para pagamento da remuneração dos servidores públicos.


-Continua depois da publicidade ©-

A maioria dos vereadores não concorda com a destinação pretendida pelo Poder Executivo e busca fazer alterações no Projeto para que parte dos recursos seja destinada para a saúde, e consequentemente investida no combate efetivo a pandemia.

Apesar do pedido do Vereador Marcos Paulista para que o Projeto fosse incluído em pauta, o Presidente afirmou que será votado na semana que vem, com emendas.

Os servidores compareceram munidos de cartazes que diziam: “Traidores de Lucas seus nomes serão lembrados”, “A Câmara do atraso mente para a população”, “Dinheiro é para enfrentar os efeitos da pandemia”, “Câmara do atraso, persegue servidores, chega de politicagem”.

O Presidente se manifestou dando a entender que se tratava de uma jogada de marketing eleitoral.