22.1 C
Lucas do Rio Verde
quinta-feira, 18 agosto, 2022
Publicidade
InícioMATO GROSSOLUCAS DO RIO VERDECasa Cidadã de Lucas do Rio Verde completa 1 ano de trabalho...

Casa Cidadã de Lucas do Rio Verde completa 1 ano de trabalho devolvendo dignidade a quem precisa

Texto por

Possibilitar dignidade às pessoas em situação de rua, vulnerabilidade ou de passagem por Lucas do Rio Verde é por meio de oportunidades. A Casa Cidadã, abrigo temporário da cidade mantido pela Prefeitura, se tornou realidade e completou o primeiro ano de vida em abril.

De acordo com o relatório anual, o lar acolheu mais de 800 pessoas com a tentativa de resgate do indivíduo à sociedade. O abrigo é um espaço que se soma aos trabalhos do Serviço da Abordagem Social do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas). “Como sugere o nome da casa, o propósito é devolver essa cidadania que, porventura, foi perdida por algum motivo. Saber que existe um espaço para o recolhimento destas pessoas em situação de rua é um grande ganho”, explica o coordenador da Casa Cidadã, Everton Silva.

Ao analisar a situação que a cidade se encontrava e buscando soluções positivas, a secretária de Assistência Social e Habitação, Janice Ribeiro, idealizou um projeto piloto inovador no estado. “Nos veio o questionamento da quantidade de pessoas que havia nas praças da cidade e como poderíamos ajudar. Chegamos à conclusão que precisávamos criar um projeto piloto de um lar temporário municipal, grande e acolhedor, que não seria apenas um dormitório. De início, a Casa Cidadã comportou 50 pessoas assim que começaram os serviços e, até agora, trabalhamos para que a pessoa consiga oportunidades de emprego, encontrar a sua família, emitir documentos, e demais resoluções de problemas que ela necessita”, frisou a secretária.

O lar conta com uma equipe de quatro componentes, sendo um coordenador, uma assistente social e dois monitores, que organizam uma rotina para os acolhidos. Às 6h da manhã despertam e fazem a limpeza de toda unidade. Das 6h30 às 7h, tomam o café da manhã e vão resolver seus assuntos, como procurar emprego, documentos, saúde, etc. A tolerância de entrada é às 20h, sendo a hora da janta. Às 22h é feito o toque de recolher.

José Dinar, ex-morador de rua, recebeu o acolhimento da Casa Cidadã e agora comemora. Conseguiu um trabalho e mora de aluguel em uma quitinete. “Um grande desenvolvimento não só para a minha vida, mas para a vida de todos que precisam de apoio. Os profissionais da assistência social têm o prazer de nos receber, nos tratam da melhor maneira possível”, revela José.

Para auxiliar nos trabalhos com os acolhidos, parcerias foram realizadas com a Defensoria Pública, Ministério Público, Sindicato Rural, Senar-MT, Senai, entre outros. O envolvimento das instituições resultou em serviços gratuitos, como emissão de documentos, confecção de currículos, declarações documentais, encaminhamentos para entrevistas de empregos, exames médicos e busca de familiares.

Cursos profissionalizantes também são oferecidos aos acolhidos. O espaço conta com uma horta e todos receberam capacitação para aprender técnicas como montar jardins, lidar com grama e plantio de plantas ornamentais. Além deste curso, o de confecção de utensílios com sobras de madeira e operador de máquinas pesadas contemplaram as atividades dos assistidos.

Intensificando os trabalhos da Casa Cidadã, há o projeto Pólen Leitura e Escrita, uma biblioteca instalada nas dependências do lar, uma iniciativa da escritora luverdense Leni Zilioto, em parceria com a Sociedade Literária LRV e Institut Cultive Suisse Brésil. Os livros são arrecadados por meio de doações e ficam disponíveis para os acolhidos.

O prefeito Miguel Vaz ressalta que a Casa Cidadã é mais um projeto que se concretiza, firmando o compromisso de que Lucas do Rio Verde é uma terra de oportunidades. “Neste primeiro ano, posso dizer que foram colhidos bons frutos, já que cuidamos da ressocialização, pessoas saíram das ruas, retornando ao mercado de trabalho. Alcançamos o objetivo, mas ninguém faz nada sozinho. É importante a compreensão e a participação da sociedade, dos poderes, inclusive o Poder Legislativo também, para que o olhar seja direcionado para a solução dos problemas. Aos que escolheram vir para cá e, por alguma razão enfrentam dificuldades aqui na cidade, que a pessoa seja encaminhada e consiga encontrar o seu caminho”, conclui o prefeito.

Gustavo Praiado
Gustavo Praiadohttps://www.cenariomt.com.br
Atualmente, trabalha na equipe do portal CenárioMT, produzindo conteúdo sobre economia, esportes e direitos da população brasileira, gosta de assistir séries, filmes de ação e de videogames. Editor também em conteúdos regionais, sempre atento as tendências que o internauta procura para ficar bem informado.

Publicidade


Publicidade

Lucas do Rio Verde

Lucas do Rio Verde
Cras promove Balcão de Empregos em parceria com o Sine em Lucas do Rio Verde
agosto 17, 2022
Lucas do Rio Verde
Lucas do Rio Verde: Proposta de inovação é apresentada a prefeito e equipe de secretários durante reunião
agosto 17, 2022
CRIME SEXUAL
Homem é preso por estuprar enteada e sobrinha em Lucas do Rio Verde
agosto 17, 2022
Lucas do Rio Verde
Programa Saúde na Escola entrega kits de higiene bucal aos alunos em Lucas do Rio Verde
agosto 17, 2022