A área destinada exclusivamente para empreendimentos industriais, chamada Espaço do Empreendedor, teve saldo positivo na venda de terrenos, no período de janeiro a junho deste ano, quando 51 lotes foram vendidos, totalizando R$ 7.793.322,46. Em 2020, foram 22 lotes vendidos.

As propriedades no também conhecido Industrial V foram comercializadas pela Prefeitura de Lucas do Rio Verde, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico. Poucas unidades ainda estão disponíveis para compra, aponta a secretaria. Ao todo, são 387 vendidos na localidade desde a implantação do espaço.

Para o diretor executivo de Governo e secretário interino de Desenvolvimento Econômico, Aluízio Bassani, o contato com o empresariado foi fundamental para o saldo positivo registrado, que colabora para o desenvolvimento do município como um todo.

“O município vem fazendo um intermédio entre os empresários, buscando e reforçando parcerias, não só daqui, mas de fora também. O mais importante não é a arrecadação com a venda dos lotes, mas sim a quantidade de empregos que essas empresas vão gerar”, pontuou Bassani.

De acordo com a pasta, foram vendidos terrenos a partir de 420 m² a 1.200 m², com variação de valor de R$ 69 mil, sendo o lote mais barato vendido, e R$ 602 mil, com mais alto valor entre eles. Os proprietários que fizeram o pagamento à vista receberam 30% de desconto na compra.

O cenário com grandes construções de galpões, às margens da rodovia MT-449, está ocupado por diversos tipos diferentes de empreendimentos comerciais, como prestadores de serviços, empresas de transporte de carga, manutenção de máquinas e serviços de usinagem.

Novas ruas 

Espaço do Empreendedor

Para ampliar o Espaço, novas ruas estão sendo abertas pela Secretaria de Infraestrutura e Obras, o que deve valorizar ainda mais a região.

Seis ruas e uma avenida já estão em construção, o que representa uma área total estimada de 35.278,58 m² de pavimentação. A secretaria espera concluir essa etapa do Industrial V para que os trabalhos avancem para outras regiões do Espaço do Empreendedor.

Aluízio destaca que muitos empresários se mostraram interessados em ampliar o seu negócio ou implantar novos empreendimentos na cidade.

“Temos uma política de incentivo muito boa para as empresas que estão sendo implantadas. É uma política atrativa e faz com que as empresas tenham, a longo prazo, um custo menor de operação. Várias áreas estão sendo trabalhadas e isso vai fazer com que a gente tenha uma prestação de serviços e uma indústria cada dia mais fortes”, finalizou o secretário.