30.7 C
Lucas do Rio Verde
terça-feira, 21 setembro, 2021
InícioMATO GROSSOLUCAS DO RIO VERDEAgosto Lilás: Município e parceiros orientam funcionários sobre consequências da violência doméstica

Agosto Lilás: Município e parceiros orientam funcionários sobre consequências da violência doméstica

Secretaria de Assistência Social, Câmara Municipal e Polícia Civil palestraram em empresa de Lucas do Rio Verde
Por Redação CenárioMT com Assessoria

A manhã desta quinta-feira (26) começou com muita informação e consciência para trabalhadores da empresa Amazônia Máquinas de Lucas do Rio Verde. Uma ação envolvendo a Secretaria de Assistência Social, Câmara Municipal e Polícia Judiciária Civil resultou na roda de conversa “Empresa Amiga da Mulher: Falando sobre violência”, voltada aos funcionários do setor.

O evento segue a programação da campanha do mês, Agosto Lilás, em alusão à conscientização e combate à violência contra a mulher. Todos os representantes conversaram com os profissionais, cada um levando apontamentos sobre as consequências da violência doméstica e tirando dúvidas dos trabalhadores.

Um dos dados mostrados aos participantes, foi sobre o feminicídio no Brasil durante a pandemia. Em meio ao isolamento social, o país contabilizou 1.350 casos de feminicídio em 2020 – um a cada seis horas e meia, segundo o Fórum Brasileiro de Segurança Pública.

Entre os Estados, Mato Grosso é o que tem a maior taxa de feminicídio com 3,6 casos por 100 mil habitantes. Na situação inversa, o Distrito Federal é o responsável pelo melhor índice (0,4), seguido por Rio Grande do Norte (0,7), São Paulo (0,8), Amazonas (0,8) e Rio (0,9).

A palavra feminicídio ganhou destaque no Brasil a partir de 2015, quando foi aprovada a Lei Federal 13.104/15, conhecida como a Lei do Feminicídio, pois criminaliza o feminicídio, que é o assassinato de mulheres cometido em razão do gênero, ou seja, a vítima é morta por ser mulher.

“A compreensão dos danos causados por abusos psicológicos e físicos deve ser propagada para a sociedade. Por isso, junto com o coordenador do Creas, Williton Martinelli, pela Secretaria de Assistência Social, decidimos unir forças com a Câmara, representada pelas vereadoras Sandra Barzotto, Ideiva Foletto, Polícia Civil em nome dos investigadores Glaci Silva da Costa Lins e Wlademir Mesquita, para explicar para os trabalhadores da empresa, que são a maioria homens, que o diálogo e o respeito são o caminho para evitarmos mais números de casos denunciados”, esclarece a secretária de Assistência Social, Janice Ribeiro.
 

Gustavo Praiadohttps://www.cenariomt.com.br
Atualmente, trabalha na equipe do portal CenárioMT, produzindo conteúdo sobre economia, esportes e direitos da população brasileira, gosta de assistir séries, filmes de ação e de videogames. Editor também em conteúdos regionais, sempre atento as tendências que o internauta procura para ficar bem informado.

Redes sociais

107,335FãsCurtir
17,057SeguidoresSeguir
2,036SeguidoresSeguir

Lucas do Rio Verde

Mato Grosso
“1ª Ferrovia Estadual será da indústria, do comércio e de todo mato-grossense”, destaca Carlos Fávaro
setembro 21, 2021
Mato Grosso
"Vai ter mais serviço, mais renda, tudo vai se encaixar aqui", afirma morador de Lucas do Rio Verde com a 1ª Ferrovia Estadual
setembro 21, 2021
Lucas do Rio Verde
Covid-19: Luverdenses não vacinados são a maioria em internados na UTI
setembro 21, 2021
LOCALIZADA!
Polícia localiza adolescente que estava desaparecida em Lucas do Rio Verde
setembro 21, 2021