Investigações sobre tráfico resultam em 705 quilos de drogas apreendidos e 143 prisões em Cuiabá

Resultados do primeiro semestre deste ano incluem ainda a apreensão de 24 armas de fogo retiradas de circulação durante as investigações

0

A Polícia Civil, por meio da Delegacia Especializada de Repressão a Entorpecentes (DRE), encerrou o primeiro semestre deste ano com a apreensão de 705 quilos de drogas, prisão de 143 pessoas e 501 inquéritos policiais concluídos. Vinte e quatro armas de fogo foram retiradas de circulação durante as investigações.

A unidade especializada atua diariamente no combate ao comércio de drogas, incluindo o tráfico doméstico e investigações mais complexas, como o tráfico interestadual, que movimenta grandes quantidades de substâncias ilícitas.

Entre janeiro e junho, as ações realizadas pela equipe da DRE resultaram em 649 quilos de maconha apreendidos, além de 7,5 quilos de cocaína e mais 48,6 quilos de outras substâncias entorpecentes, totalizando 705 quilos de drogas.

Durante as investigações sobre o tráfico de entorpecentes também foram apreendidos 34 veículos, entre carros e motocicletas, 24 armas de fogo retiradas de circulação. Quase R$ 92 mil oriundos de atividades do tráfico foram apreendidos, assim como diversos apetrechos utilizados no comércio de drogas, além de dezenas de objetos de origem ilícita.

Além dos 501 inquéritos concluídos no primeiro semestre deste ano, a DRE também aplicou 22 termos circunstanciados de ocorrências.

O diretor de Atividades Especiais da Polícia Civil, delegado Fernando Vasco, frisa que os resultados obtidos reforçam o papel da instituição na repressão a um tipo de crime que acaba fomentando outras atividades ilícitas. Ele destaca as investigações sobre o tráfico interestadual, como as apreensões recentes realizadas pela DRE em Mato Grosso do Sul de cargas de drogas que viriam para Cuiabá.

“A DRE demonstra de forma muito clara a capacidade operacional da unidade, com um foco no tráfico doméstico na região metropolitana de Cuiabá, trabalho que conta com a colaboração da sociedade por meio de denúncias. Mas também há um trabalho forte na repressão ao tráfico interestadual”.

O delegado titular da unidade, Vitor Hugo Bruzulato Teixeira, explica que mesmo diante do déficit de efetivo e da pandemia do coronavírus, há um empenho e dedicação de toda a equipe da unidade para alcançar os resultados obtidos.

“As prisões, volume de drogas apreendidas, inquéritos concluídos são resultados de um trabalho conjunto de toda a DRE, além da integração com os demais órgãos da segurança pública e interação e troca de informações com outros estados, que são ferramentas fundamentais para termos êxito nas investigações”, destacou o delegado.

Para o segundo semestre deste ano o titular da DRE pontua que as ações da unidade devem ganhar um reforço com a aplicação de valores de bens aprendidos no tráfico de drogas e leiloados pelo Estado.

“Parte desses recursos deve retornar para a delegacia e será empregado no aprimoramento de ações investigativas da unidade, para somar e fortalecer a atuação da DRE”, afirma o delegado Vitor Hugo.

Integração

O delegado Vitor Hugo explica que para alcançar o resultado obtido, a unidade definiu em um planejamento as metas para as equipes, ações integradas com outros órgãos de segurança, inclusive de outros estados; trabalho operacional aliado à inteligência policial e o apoio da sociedade por meio de denúncias que são recebidas diariamente pelo número 197.

Algumas ações da DRE contam com apoio de outras unidades da Polícia Civil, inclusive de outros estados, da Polícia Militar, Centro Integrado de Operações Aéreas Pericia Oficial e Identificação Técnica (Politec) e Polícia Rodoviária Federal, assim como o Ministério Público e Poder Judiciário nas medidas judiciais relacionadas à repressão ao tráfico de drogas.

“Esse conjunto de estratégias vem fortalecendo o trabalho da delegacia, que trabalha em diferentes vertentes, uma vez que o tráfico de drogas traz consequências drásticas à sociedade, fomentando outros crimes contra o patrimônio, homicídios e muitas causando tragédias na vida de milhares de famílias”, frisa Vitor Hugo.

Incineração

Toda a droga apreendida nas ações da DRE é incinerada após autorização judicial. Neste primeiro de 2020 foi feita a incineração de mais de 1,6 mil quilos de drogas, incluindo apreensões do ano anterior.

Leia também: Previsões para o horóscopo do dia de hoje (08/08/2020)


Amazonia 03 de Junho