Idosa fica 4 dias internada em UPA e morre aguardando leito de UTI em Mato Grosso

0

Luciana Gomes de Souza, de 79 anos, morreu na manhã deste sábado (04) após uma parada cardiorrespiratória. Ela estava internada na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Pascoal Ramos, em Cuiabá, desde terça-feira (30/06) e aguardava a transferência para um leito de Unidade de Terapia Intensiva (UTI). A família conseguiu, na quinta-feira (02), uma liminar na Justiça, mas nem isso adiantou. Luciana estava com covid-19. Assim como Luciana, na manhã de hoje havia 58 pacientes com covid aguardando em leito de UTI.

A idosa foi levada para a UPA na terça-feira após sentir fortes dores no peito e nas costas. Ela era hipertensa e diabética.


-Continua depois da publicidade ©-

A nora de Luciana, Michelle Cândido, reclamou da classificação dada a sua sogra ao dar entrada na unidade de saúde. Ela comentou que apesar dos sintomas, sua sogra recebeu a cor amarela, de urgência. “Sendo que classificação dela tinha que ser vermelha, de emergência, então acreditamos que isso tenha atrasado a regulação, porque colocou ela lá em baixo da fila”.

Ela conta que a família soube que não tinha leito disponível no mesmo dia em que Luciana foi levada ao hospital, terça-feira, quando os médicos informaram que não tinha como transferir a paciente. Michele enfatizou que a família tentou de todas as maneiras a transferência com urgência, até mesmo recorreu à justiça, mas não encontraram leito de UTI vago para tratamento.

Após vivenciar o drama, Michele pediu para a população se cuidar, cumprir as medidas de biossegurança e evitar aglomeração.

“A população precisa ficar em casa e se cuidar, precisam acreditar que aqui não tem UTI. Tem gente achando que tudo é fantasia, que tudo é brincadeira, estão se aglomerando, achando que se ficar de cama terão suporte, aí que está o grande engano”, destacou.

Até a tarde desta sexta-feira (03), Mato Grosso já tinha 19.540 casos confirmados da covid-19 e 741 óbitos em decorrência do coronavírus no Estado.

Em Cuiabá, com dados ainda de sexta-feira, já haviam 4.564 casos confirmados de covid-19 de residentes no município e 1.036 de não residentes, mas que estão sendo atendidos na capital. Dos confirmados, 700 já estão recuperados da doença e houve 215 óbitos de residentes e 115 de não residentes.

Outro lado

Em nota a Secretaria Municipal de Saúde disse que a idosa recebeu todo suporte na sala vermelha da unidade, o que é constestado pela família que alega que ela ficou na sala amarela.

Leia também: Resultado das loterias de hoje (29/09/2020)


Amazonia 03 de Junho