22 C
Lucas do Rio Verde
sábado, 28 maio, 2022
Publicidade
InícioCENÁRIO POLÍTICOGabinete de Gestão Integrada avança na construção do Plano de Segurança das...

Gabinete de Gestão Integrada avança na construção do Plano de Segurança das Eleições 2022

Foram apresentadas as previsões de atuação das forças de segurança no momento da votação e apuração dos votos
CenárioMT

O Gabinete de Gestão Integrada (GGI) apresentou, nesta terça-feira (10.05), as linhas gerais do Planejamento Estratégico de Segurança das Eleições 2022. Para o total de 1.319 locais de votação em Mato Grosso, por exemplo, foi solicitada a presença de 2.638 profissionais das forças de segurança, além de plano específico de segurança voltado aos locais de votação em terras indígenas e de difícil acesso e outras frentes de atuação.

Foram apresentadas as necessidades de atuação das forças de segurança no momento da votação, da apuração dos votos e em outras etapas importantes do processo eleitoral. Dessa forma, o plano geral está subdividido em oito etapas com planos de segurança específicos.

De acordo com o planejamento, além de dois policiais militares por local de votação, serão dispostas equipes de campo com patrulhas e atuação direta. As cidades com mais de 100 mil eleitores (Cuiabá, Várzea Grande, Rondonópolis e Sinop) demandarão o envolvimento de maior número de agentes de segurança nos locais de apuração, incluindo a atuação do corpo de bombeiros militares.

Além disso, o plano prevê a designação de delegados de plantão nos municípios sede de Zona Eleitoral e nos municípios termos pelo menos dois dias antes das eleições. A atuação da PRF nos casos de deslocamento de indígenas em áreas de risco ou com histórico de conflito, ou em apoio a PF e Exército, também está contemplada, entre outras medidas de segurança.

O coordenador do GGI e juiz auxiliar da presidência do TRE-MT, Dr. Bruno D’Oliveira Marques, agradeceu, em nome do presidente do Tribunal, desembargador Carlos Alberto Alves da Rocha, o apoio prestado pela Polícia Militar e a Guarda Municipal de Várzea Grande, durante o fechamento de cadastro, especialmente, nos dias 03 e 04 de maio. O magistrado destacou ainda a importância do envolvimento de todos, na tarefa de garantir eleições seguranças e transparentes. “Estamos empenhados em construir um plano de segurança para as Eleições 2022, eficaz e equilibrado, respeitando a autonomia das instituições, mas com foco no trabalho conjunto. A segurança é nosso alvo principal, e essa missão precisa contar com a colaboração de todos para que seja, ao fim, exitosa. É isso que todos nós estamos buscando”.

Reforço na segurança

Na reunião, o GGI debateu também a consulta encaminhada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) aos Tribunais Eleitorais sobre a necessidade de uso das forças armadas em ações de segurança ou no apoio logístico. O TRE-MT já solicitou aos juízes eleitorais que informem esta necessidade, a fim de que a informação seja transmitida ao TSE ainda no mês de maio, após manifestação das forças de segurança. Também foi solicitado às forças de segurança que definam a escala de policiais que atuarão na eleição, visando garantir a eles o exercício de voto.

O juiz membro substituto e presidente da Comissão de Segurança do Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso (TRE-MT), Sebastião Arruda, destacou a importância do planejamento para o sucesso das eleições. “A segurança é uma preocupação central do Tribunal e condição fundamental para que o direito ao voto seja garantido a toda a população mato-grossense. Também nos preocupamos com a segurança dos magistrados, servidores e colaboradores que trabalharão no dia da eleição. Tenho certeza que podemos contar com o empenho de todos nesta missão”.

Mato Grosso possui mais de 1.400 locais de votação, distribuídos em 57 Zonas Eleitorais, 50 locais de votação em terras indígenas, 114 locais de difícil acesso, nos seus 141 municípios, que totalizam mais de 900 mil km².

Sobre o GGI

O GGI é composto pelos órgãos de segurança federais (Polícia Rodoviária Federal, Polícia Federal, Exército Brasileiro, Marinha do Brasil), estaduais (Sesp-MT, Polícia Militar, Polícia Judiciária Civil, Corpo de Bombeiros Militar, Perícia Oficial e Identificação Técnica) e municipais (Guarda Municipal de Várzea Grande e Secretaria de Mobilidade Urbana de Cuiabá), além da Fundação Nacional do Índio (Funai) e Energisa.

Também serão chamados a integrarem o grupo de apoio ao GGI representantes do Departamento de Água e Esgoto de Várzea Grande (DAE), Águas Cuiabá, OI Telecomunicações e NET/CLARO/EMBRATEL.

Celso Ferreira Neryhttps://www.cenariomt.com.br
É formado em Jornalismo. Possui experiência em produção textual e, atualmente, dedica-se à redação do CenárioMT produzindo conteúdo sobre política, economia e esporte regional.

Publicidade


Publicidade

Lucas do Rio Verde

Combate ao tráfico
Motorista de aplicativo é detido com droga em Lucas do Rio Verde
maio 27, 2022
Lucas do Rio Verde recebe 1ª Roda de Conversa sobre Adoção nesta sexta-feira (27)
maio 27, 2022
INVESTIGAÇÃO
Em Lucas: polícia conduz cinco por porte ilegal de arma de fogo; suspeitos planejavam crime
maio 27, 2022
BOAS VINDAS
Juiz e delegados são recebidos em sessão especial pela OAB de Lucas do Rio Verde
maio 27, 2022