27.9 C
Lucas do Rio Verde
sábado, 15 maio, 2021
InícioMATO GROSSOEm Cuiabá, secretário adjunto de Sorriso busca ampliar formas de acesso aos...

Em Cuiabá, secretário adjunto de Sorriso busca ampliar formas de acesso aos programas estaduais

Por CENÁRIOMT

Simplificar as normativas que regem a regulamentação do Sistema Unificado Estadual de Sanidade Agroindustrial Familiar e de Pequeno Porte (Susaf), criado pela lei 10.502 de 18 de janeiro de 2017. Foi esse o pedido realizado pelo secretário adjunto de Agricultura e Meio Ambiente de Sorriso, Márcio Kuhn, ao deputado estadual Dilmar Dal’Bosco. Márcio lembra que Sorriso aderiu ao Susaf ainda em dezembro de 2019. “Desde então, temos sete famílias cadastradas. A partir da adesão, as famílias podem comercializar sua produção em todo o Estado, o que aumenta as possibilidades de novos mercados”, destaca.

Conforme o gestor, a reunião ontem (28) serviu para debater com o deputado formas legais de flexibilizar o acesso ao Susaf. “Flexibilizando, temos certeza de que outras famílias também poderão aderir ao Sistema; além disso, dará oportunidades para que outros municípios também possam aderir”, frisa.

Márcio explica que para aderir ao Susaf, o produtor precisa primeiro fazer a adesão ao Serviço de Inspeção Municipal (SIM). A partir da certificação municipal é que o produtor pode solicitar à Prefeitura à adesão ao Sistema do Estado.  “É um processo integrado”, diz. “O deputado nos atendeu e disse que irá buscar formas de simplificar esse acesso”, relata. Além de Sorriso, no fim de 2020 Juscimeira também aderiu ao Susaf.

Ainda com Dal’Bosco, o gestor adjunto da SAMA, solicitou apoio para que o Município possa legalizar e integrar o Serviço de Inspeção Sanitária de Produtos de Origem Animal (Sise) para o Abatedouro Municipal de Aves, ampliando o campo de comercialização para os produtores locais. “Dependemos de uma vistoria que deve ser realizada pela equipe do Instituto de Defesa Agropecuária de Mato Grosso (Indea- MT). Contudo, agora, nesse momento de pandemia o Indea está com dificuldade para a realização das vistorias”, explica. “Nossa busca nesse momento é pelo Sise para, futuramente, buscarmos também o Sistema Brasileiro de Inspeção de Produtos de Origem Animal (Sisbi-Poa). Dal’Bosco se mostrou receptivo aos pedidos”, salienta.

Na Empaer

Já na reunião com o diretor da Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer), Renaldo Loffi; Márcio Kuhn solicitou a viabilidade da Empaer ofertar cursos de capacitação para os produtores rurais, visto que uma das exigências para que os mesmos tenham acesso às políticas de crédito é justamente a capacitação profissional constante. “Na Empaer também tivemos uma resposta positiva; estamos no aguardo dos cursos que serão ofertados”, finaliza Márcio.


Dayelle Ribeirohttps://www.cenariomt.com.br
Redatora do portal CenárioMT
- Publicidade -

Últimas no CenárioMT

Lucas do Rio Verde

POLÍCIA
Morador de Lucas do Rio Verde cai em golpe e tem prejuízo de mais de R$ 25 mil
maio 14, 2021
SAÚDE
Lucas do Rio Verde é 2º na classificação regional e sobe para 41º no ranking estadual em vacinação contra Covid-19
maio 14, 2021