22.8 C
Lucas do Rio Verde
sexta-feira, 03 dezembro, 2021
InícioMATO GROSSOCUIABÁPoças de lama e piso liso levaram mais emoção ao 13º Rally...

Poças de lama e piso liso levaram mais emoção ao 13º Rally Ecológico

O Rally Ecológico 2021 teve 160 quilômetros em um percurso inédito entre Cuiabá e Várzea Grande e, devido as chuvas, elevou o nível técnico da disputa. A edição de 2022 já foi confirmada
Por CenarioMT

Uma prova com muitas poças de lama e splashs! Assim ficou marcado o 13º Rally Ecológico, que foi realizado neste último sábado (20), e contou com um grid formado por 73 veículos, divididos nas categorias motos (Big-Trail), 4×4 Master, Expedition e Turismo. A largada foi às 8h na Orla do Porto, na cidade de Cuiabá (MT) e, após quatro horas e meia de disputas, teve chegada no Kyalami Wake Park, em Várzea Grande (MT).

O percurso de 160 quilômetros – com aproximadamente 130 quilômetros de trechos navegados – passou por estradas municipais, vicinais e de fazendas. Após a largada, margeou o lado direito do Rio Cuiabá, até o bairro de Praia Grande, já no município de Várzea Grande. Outras regiões que fizeram parte do roteiro foram a vila de Coqueiral, a cidade de Nossa Senhora do Livramento (onde aconteceu o Neutro de prova), a comunidade de Mata Cavalo e Capão Grande.

Devido as chuvas que antecederam a disputa, diversas poças d’água se formaram pelo caminho (de aspecto marrom devido ao chão de terra) e, ao passarem por elas, os veículos espirravam “lama” para todos os lados. “A chuva deu um up-grade nas dificuldades técnicas do Rally Ecológico”, disse o diretor de prova, Haroldo Pires. “Pilotos e navegadores tiveram de manter a concentração, para não perder o caminho a ser percorrido e nem as médias de velocidade estabelecidas na planilha”, completou.

O casal cuiabano, Gustavo Vilela e Leila Sambugari, marcou presença no Rally Ecológico pela quarta vez e, após duas vitórias na categoria 4×2 Turismo em anos anteriores, agora desafiou-se na categoria 4×4 Expedition (e conquistou o quarto lugar). “Foi a melhor prova dos últimos tempos”, disse a navegadora.

Para o piloto Gilson Gregório, campeão da categoria Big Trail, o Rally Ecológico é especial. Em sua segunda participação no evento, ele contou que no ano passado ele passava por um processo de depressão e, após um amigo insistir muito, ele aceitou se inscrever no Ecológico. “Durante o rali, eu não pensava em mais nada. Foi foco total e isso me ajudou muito a vencer a depressão, é como se tivesse tido uma mudança de chave no cérebro e, desde então, eu melhorei”, revelou Gregório, que conduziu uma moto BMW GS 1200.

O secretário de turismo de Cuiabá, Oscarlino Alves, esteve presente no Rally Ecológico desde a largada até a chegada, acompanhando toda a movimentação e prestigiando os participantes, inclusive, na entrega dos troféus (pódio). “Fiz questão de estar junto à competição a fim de oferecer qualquer tipo de respaldo, caso fosse necessário. O mote deste rali é a conservação ambiental, e Cuiabá tem o título de Cidade Verde. Por isso, precisamos apoiar iniciativas que levantem essa bandeira e, principalmente, levem a conscientização as pessoas sobre cuidar dos espaços que utilizam, como por exemplo, não descartar lixo na rua”, salientou Alves.

Novos adeptos do rali de regularidade

O diretor geral do Rally Ecológico, Luiz Galvan disse estar contente com essa edição do Ecológico, uma vez que muitas duplas estrearam no rali de regularidade e, a maioria, teve um resultado surpreendente. “Ficamos orgulhosos com a performance dos novos competidores, muitos deles demonstraram habilidade no esporte”, destacou Galvan. “O local da chegada e a estrutura do Kyalami Wake Park também nos deixou bastante felizes, pois os participantes (e as famílias) puderam usufruir da piscina do local e dos demais atrativos”.

O 14º Rally Ecológico já foi anunciado e confirmado para 2022, com data para 19 de novembro. O roteiro ainda está mantido em sigilo, mas organização garante que será um evento maior e que trará grandes surpresas.

Plantio de árvores

O Rally Ecológico tem um forte compromisso ambiental e social e, desde a primeira edição, milhares de mudas de árvores já foram plantadas ao longo de todo o roteiro das competições (cerca de 40 mil).

Porém, em 2021, o formato do plantio de mudas foi alterado. No mês de setembro, a organização recebeu doações de alimentos e, a cada quilo de alimento recebido, presentava a pessoa com uma muda de árvore. Os postos Rede Morada/Shell foi o ponto de concentração desta ação, que fez parte da campanha Mãos Solidárias promovida pelo Grupo Gazeta, com apoio do Juvam, Tribunal de Justiça de Mato Grosso e Águia Sul Transportes.

Na manhã de sábado, pouco antes da largada do rali, o ambientalista Abel Nascimento, fez o plantio simbólico de 20 mudas de árvores às margens do Rio Cuiabá.

Resultados – 13º Rally Ecológico

 

Categoria 4×2 Turismo

1º Romeu Folle Júnior João Bertho de Biaggi, 72 pontos perdidos

2º Helder Leite e Michelle, 81 pontos perdidos

3º Rafael Teixeira Duarte e Maiara Coutinho Carvalho, 108 pontos perdidos

4º Elaine Sene e André Floriano Neto, 199 pontos perdidos

5º João Gabriel Souza Sanches e Erickson José Lima de Souza, 243 pontos perdidos

 

Categoria 4×4 Master

1º Lucas Martelli e Lucas Defanti, 29 pontos perdidos

2º Alessandro Schwab e Rogério Domingos Branquinho, 192 pontos perdidos

 

Categoria 4×4 Expedition

1º Rafael Olair Fagundes e Silvia M Fagundes, 40 pontos perdidos

2º André Gadelha e Victor Renan Pipino Santos, 79 pontos perdidos

3º Cleicio Barros de Arruda e Wander Lima, 84 pontos perdidos

4º Gustavo Vilela e Leila Sambugari, 124 pontos perdidos

5º Paulo Ricardo Correa Concli e Cleide Concli, 140 pontos perdidos

 

Categoria Moto Big Trail

1º Gilson Gregório, 463 pontos perdidos

2º Patrick Kawano, 489 pontos perdidos

3º Antonio Cassio Correa da Costa, 774 pontos perdidos

4º Paolo Monte Cruz Rodrigues, 976 pontos perdidos

5º Kurt Simon dos Santos, 1.778 pontos perdidos

 

Categoria Moto Master

1º Flavio de Almeida Navarro, 760 pontos perdidos

2º Michaell Carmo Carvalho, 1.776 pontos perdidos

3º Washington Luiz de Lima, 2.917 pontos perdidos

 

Categoria Moto Over 40

1º Moyses Arantes Morgado, 451 pontos perdidos

2º Ildemar Francisco Beal, 1.172 pontos perdidos

3º Marcirio Silva Santos, 2.851 pontos perdidos

4º Reinaldo Frota Salles Maciel, 4.433 pontos perdidos

5º Evandro Vinicius de Campos, 4.694 pontos perdidos

O Rally Ecológico 2021 tem o apoio das Prefeituras de Cuiabá, Várzea Grande e Nossa Senhora do Livramento; Secel, Energisa, Postos Morada Shell, Munique Motors BMW, Elitte Multiserviços, Sena Pneus, Reolon Seguradora, Tonon, CDL Cuiabá, Unicus, Toque de Mãe, D’Rent a Car, Deputado Eduardo Botelho e Grupo Gazeta de Comunicação.

 

© CenárioMThttps://www.cenariomt.com.br
CenárioMT - Publicamos notícias diariamente no portal!

Redes sociais

107,351FãsCurtir
17,057SeguidoresSeguir
2,096SeguidoresSeguir

Lucas do Rio Verde

NOVO COMANDANTE
Luverdense define técnico para temporada 2022: Márcio Nunes
dezembro 02, 2021
Lucas do Rio Verde
Organizadores agradecem o apoio da Prefeitura de Lucas do Rio Verde no McDia Feliz 2021
dezembro 02, 2021
Lucas do Rio Verde
Cursos técnicos estão com 120 vagas abertas na Secitec de Lucas do Rio Verde
dezembro 02, 2021
RETOMADA NO COMÉRCIO
Com horário estendido, comércio luverdense pode ampliar em até 40% as vendas no fim de ano
dezembro 02, 2021