24.3 C
Lucas do Rio Verde
segunda-feira, 08 agosto, 2022
Publicidade
InícioMATO GROSSOCriança de 4 anos com tumor no cérebro em MT precisa de...

Criança de 4 anos com tumor no cérebro em MT precisa de cirurgia e família faz vaquinha para tentar arrecadar R$ 250 mil

Texto por G1 MT

A mãe de Pedro Sousa, de 4 anos, fez um desabafo na página dela no Facebook nesse domingo (25). No texto, a servidora pública End Michelle de Sousa conta o drama que a família está enfrentando para conseguir atendimento para o filho diagnosticado com tumor no cérebro. A família faz uma vaquinha online na esperança de conseguir arrecadar R$ 250 mil para o tratamento.

A família viajou de Sinop, a 503 km de Cuiabá, para a capital, com a expectativa de que a criança fosse atendida no Pronto Socorro.

Porém, ao chegar em Cuiabá, depois de alguns problemas na regulação de vagas, o menino foi internado na recepção da unidade.

Posteriormente, foi transferido para a ala amarela, onde a família foi informada de que precisaria entrar a Justiça para conseguir que o menino pudesse fazer uma cirurgia de emergência, pois o procedimento não é feito pelo Sistema Único de Saúde (SUS), na capital.

Agora, a família tenta correr contra o tempo e faz uma vaquinha para tentar arrecadar dinheiro e transferir a criança para uma unidade particular em Cuiabá ou transferi-la para Barretos (SP), onde a cirurgia pode ser feita.

No relato na rede social, End Michelle conta que Pedro estava bem, porém, no dia 17 de novembro, o menino teve febre, vômito, estava muito sonolento e, o que a mãe considerou mais assustador: alguns membros começaram a paralisar.

No domingo (18), a criança continuou com os mesmos sintomas. E, na segunda-feira (19), os pais o levaram em um clínico geral. Foi indicado que o menino fosse levado a um pediatra. Após examiná-lo, o pediatra o encaminhou para um neuropediatra. No mesmo dia Pedro foi encaminhado para internação na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Sinop.

A princípio, a suspeita era de que Pedro estivesse com meningite. No entanto, os exames diagnosticaram o tumor do cérebro. Diante do diagnóstico, os médicos pediram a transferência de Pedro para o Hospital Regional de Sorriso, a 420 km de Cuiabá.

Em Sorriso, o menino permaneceu monitorado por aparelhos até que conseguisse a transferência para a capital. Entretanto, ao chegar ao pronto-socorro, a família foi informada de que a regulação não havia sido feita de maneira correta e que a criança precisaria ficar na recepção até que um leito fosse liberado.

Depois dele ser internado na ala amarela, os pais receberam a informação de que precisariam lutar na Justiça para que o procedimento fosse feito em um hospital particular ou, conseguissem transferência para outro estado, onde há mais recursos para que a cirurgia possa ser realizada.

De acordo com Josel Alves de Sousa, pai de Pedro, a cirurgia é bastante delicada e implica em vários riscos.

“Ele corre o risco de ficar cego e de ficar com os membros paralisados para sempre, por isso estamos tão apreensivos”, disse o pai.

Ainda segundo Joel, a falta de informação e a demora nos protocolos tornam a situação mais difíceis.

“Estamos tendo suporte da Justiça, porque somos leigos e ainda nem sabemos se conseguiremos fazer a cirurgia aqui ou teremos que ir para outra cidade. Só sabemos que é urgente”, relatou.

Rebeca Moraes
Rebeca Moraeshttps://www.cenariomt.com.br
Redatora do portal CenárioMT, escreve diariamente as principais notícias que movimentam o cotidiano das cidades de Mato Grosso.

Publicidade


Publicidade

Lucas do Rio Verde

ELEIÇÕES 2022
Vereadores de Lucas do Rio Verde confirmam candidaturas a ALMT e à Câmara Federal
agosto 07, 2022
Lucas do Rio Verde
Francisco Lucas é homenageado nos 34 anos de emancipação de Lucas do Rio Verde
agosto 07, 2022
EM LUCAS DO RIO VERDE
Raça Negra embala madrugada luverdense no penúltimo dia da Expolucas 2022
agosto 07, 2022
R$ 10 MIL
Três pessoas dividem prêmio da penúltima noite da Expolucas 2022
agosto 07, 2022