32 C
Lucas do Rio Verde
domingo, 20 junho, 2021
InícioMATO GROSSOComerciantes de serviços essenciais fazem 'lockdown' contra decreto que só permite delivery

Comerciantes de serviços essenciais fazem ‘lockdown’ contra decreto que só permite delivery

Por REPÓRTERMT

Supermercado, mercearias, distribuidoras e demais serviços considerados essenciais neste período de pandemia da covid-19, como farmácias e postos de combustíveis, do município de Chapada dos Guimarães (65 km da Capital), fecharam suas portas nesse sábado (18) e não irão atender à população durante todo o final de semana, boicotando o decreto Municipal 059/2020, assinado pela prefeita Thelma de Oliveira (PSDB), que permite apenas as vendas por entrega em domicílio (delivery).

Os empresários, em nota à imprensa, ainda pedem apoio à população para que forcem à prefeitura e vereadores a autorizarem as vendas dentro dos estabelecimentos, assim como é feito durante a semana, apontando a falta de logísticas e diversas dificuldades para atenderem a alta demanda de pedidos no município.

Os estabelecimentos voltam a atender o município na segunda-feira (20), quando os clientes poderão ir às lojas, que segundo a nota, cumprem corretamente as medidas de segurança contra a proliferação do novo coronavírus.

“Pedimos a compreensão de todos, mas entregar mais de 5 mil itens que oferecemos em nossas lojas, mandar foto, pedir a marca do produto desejado, a quantidade dos mesmos, negociar preço e forma de pagamento,  achar endereços em ruas sem placa com nome de rua, casas sem numeração,  ruas sem asfalto ou com asfalto, mas esburacadas,  GPS que muitas vezes nos manda em lugares desconhecidos, fica completamente inviável continuarmos trabalhando. Hoje nossos funcionários foram heróis em desbravar lugares ermos da cidade que amamos, foram aguerridos e incansáveis na tentativa de satisfazer os nossos clientes levando a todo o ALIMENTO que na mesa de muitos é SAGRADO”, diz trecho da nota.

O comunicado ressalta, porém, que as farmácias continuarão trabalhando em casos de ‘emergência’, atendendo por telefone e entregando remédios realmente essenciais. Os postos de combustíveis abastecerão apenas carros da PM/MT, PJC/MT, Ambulâncias e carros de uso essencial da Prefeitura Municipal de Chapada dos Guimarães, tais como, da Fiscalização Municipal.

Em nosta a Prefeitura de Chapada afirmou que “a decisão dos postos de combustíveis e farmácias em se somar aos Supermercados e Distribuidoras é ilegal e cada pessoa que se sentir prejudicada pode acionar os estabelecimentos judicialmente. Os postos de combustíveis se prontificaram, a continuar abastecendo os carros oficiais que estão prestando serviço, e atender qualquer emergência. Considerando que estamos em quarentena coletiva obrigatória a circulação das pessoas está restrita e, portanto, sair de casa não é recomendável”.

Veja nota na íntegra

Nota dos Supermercados , Mercearias e Distribuidoras de Chapada dos Guimarães/MT.

“CONSIDERANDO a vigência do Decreto Municipal n. 059/2020, onde alterou a forma de venda dos Supermercados,  Mercearias e Distribuidoras, passando a poder somente realizar as vendas na modalidade delivery, ou seja, solicitar pedido via ligação ou mídias sociais como, por exemplo,  Whatsapp.

INFORMAMOS a toda a população Chapadense, ao clientes, amigos, turistas, visitantes que por impossibilidade de logística adequada para atender nossos clientes da melhor forma, encerramos as atividades por hoje dia 18/07/2020, e retornaremos nosso atendimento na SEGUNDA-FEIRA,  DIA 20/07/2020.

Pedimos a compreensão de todos, mas entregar mais de 5 mil itens que oferecemos em nossas lojas, mandar foto, pedir a marca do produto desejada, a quantidade dos mesmos, negociar preço e forma de pagamento,  achar endereços em ruas sem placa com nome de rua, casas sem numeração,  ruas sem asfalto ou com asfalto, mas esburacadas,  GPS que muitas vezes nos manda em lugares desconhecidos, fica completamente inviável continuarmos trabalhando.

Junto conosco estarão fechados também,  as mercearias,  distribuidoras, farmácias e postos de gasolina.

Ressaltando que as farmácias atenderam por meio de telefone de urgência e emergência, para que ninguém acometido por enfermidade pereça, e os postos de gasolina abastecerão carros da PM/MT, PJC/MT, Ambulâncias e carros de uso essencial da Prefeitura Municipal de Chapada dos Guimarães, tais como, da Fiscalização Municipal.

Gostaríamos que a população se sensibilizasse em nos ajudar, solicitando aos seus vereadores, aos secretários municipais, à Exma. Prefeita, ao Ilustríssimo Promotor e todos os membros do Comitê de Combate ao Covid, para que possamos REABRIR nossas portas aos finais de semana, como fazemos durante a semana, atendendo toda a população, utilizando todos os protocolos de Sanitização vigente.

Hoje nossos funcionários foram heróis em desbravar lugares ermos da cidade que amamos, foram aguerridos e incansáveis na tentativa de satisfazer os nossos clientes levando a todo o ALIMENTO que na mesa de muitos é SAGRADO.

Nos desculpem,  por diante de tanta inviabilidade de logística  não  conseguirmos atender a contento,  como gostaríamos e como deve ser.

Esperamos que a cura venha logo, que isso tudo logo passe, mas enquanto não acontece suplicamos para poder trabalhar com protocolos já adotados em todos os Supermercados, Mercearias, Distribuidoras, e todas as empresas de Chapada dos Guimarães”,Supermercados, Mercearias, Distribuidoras.

Nota da Prefeitura 

O Comitê de Enfrentamento ao Coronavírus de Chapada dos Guimarães vem a Público esclarecer à população que estávamos adotando as medidas do NÍVEL MUITO ALTO, quando houve a solicitação por parte dos vereadores para adotar medidas de NÍVEL ALTO durante a semana, e com as duras restrições de fechamento do comércio somente à partir de sexta-feira às 17hs até domingo.

 

Levando em consideração uma reivindicação do próprio comércio em liberar o sistema de delivery para os bares, restaurantes e estabelecimentos congêneres, o comitê na sexta(17) abrandou o pedido e aprovou o sistema de entregas também para esta categoria do comércio.

 

Hoje domingo(19), houve a decisão dos Supermercados, Farmácias, Postos de Combustíveis e Distribuidoras de não entregar mais e nem abrir as suas portas alegando uma falta de estrutura de ordem logística e particular.

 

A decisão dos postos de combustíveis em se somar aos mercados e distribuidoras é política e vai na contramão do que de fato é constatado em lei, uma vez que é considerado como um serviço essencial à população.

 

 Isso deixa claro que o movimento da CDL é político e tem o objetivo de desestabilizar as medidas de proteção à saúde pública causando mais dificuldades e conflitos à população neste tempo de pandemia.

 

A decisão dos postos de combustíveis e farmácias em se somar aos Supermercados e Distribuidoras é ilegal e cada pessoa que se sentir prejudicada pode acionar os estabelecimentos judicialmente.

 

Os postos de combustíveis se prontificaram, a continuar abastecendo os carros oficiais que estão prestando serviço, e atender qualquer emergência. 

 

 

Considerando que estamos em quarentena coletiva obrigatória a circulação das pessoas está restrita e, portanto, sair de casa não é recomendável.


Rebeca Moraeshttps://www.cenariomt.com.br
Redatora do portal CenárioMT, escreve diariamente as principais notícias que movimentam o cotidiano das cidades de Mato Grosso.
- Publicidade -

Últimas no CenárioMT

Lucas do Rio Verde

SUSTO
Caminhonete com assessores de senador capota em Mato Grosso
junho 20, 2021
IMPORTUNAÇÃO SEXUAL
Passageiro de Lucas do Rio Verde ‘passa mão’ em idosa durante viagem de ônibus
junho 20, 2021