20.8 C
Lucas do Rio Verde
sexta-feira, 27 novembro, 2020
Início MATO GROSSO Com um médico para 32 aldeias, campanha busca doações para atender mais...

Com um médico para 32 aldeias, campanha busca doações para atender mais de 100 indígenas com Covid-19 em MT

Por G1 MT

Mais de 100 indígenas foram diagnosticados com Covid-19 após um encontro religioso realizado na etnia Zoró, em Rondolândia, a 1.600 km de Cuiabá, no fim do mês de junho. A região conta apenas com um médico, uma enfermeira e um motorista.

A etnia é formada por cerca de 700 índios espalhados em 32 aldeias.

Devido à falta de estrutura e assistência médica, a Associação do Povo Indígena Zoró lançou uma campanha para buscar doações em dinheiro para comprar insumos e equipamentos para atender os povos da região.

De acordo com o cacique Panderewup Zoró, uma idosa está intubada em estado grave em um hospital da cidade, e pelo menos oito indígenas estão em isolamento na Casa de Saúde Indígena (CASAI) de Ji Paraná (RO).

Panderewup disse ainda que a situação do CASAI é precária e não há profissionais especializados para atender os contaminados pelo novo coronavírus, pois a maioria está afastado também devido ao vírus.

Como é uma área afastada das cidades, a população encontra dificuldades para levar os pacientes para atendimento médico. São cerca de 300 km em estrada de chão para chegar até um hospital.

A ameaça, segundo a Associação, se estende aos cerca de 2,5 mil índios vizinhos das etnias Gavião, Arara e Cinta Larga, espalhados entre Mato Grosso e Rondônia.

O encontro

A Associação informou que o encontro, já previsto no calendário indígena em junho, reuniu índios de várias aldeias, o que teria causado a contaminação em massa.

Um comunicado feito pela Fundação Nacional do Índio (Funai), no dia 13 deste mês, retrata a situação vivenciada pelos indígenas frente à pandemia.

Conforme o documento, está sendo enviadas orientações sobre a prevenção para o novo coronavírus, mas as ações não têm sido suficientes.

“Reforçamos nossas orientações com intuito de impedir encontros e aglomerações neste período em que a pandemia estava em acensão nas regiões circunvizinhas, porém foi em vão, levaram adiante a inciativa e mantiveram a programação. Neste encontro, discutiram sobre as atividades religiosas e festas com calendário anual das aldeias, sendo afirmado que seriam mantidos os calendários das festas religiosas”, diz em trecho do documento.



Dayelle Ribeirohttps://www.cenariomt.com.br
Redatora do portal CenárioMT
- Publicidade -

Últimas

Setor de saúde pede urgência para regulamentação de consultas a distância

Uma lei aprovada no Congresso Nacional (Lei 13.989/20) e uma portaria do Ministério da Saúde (467/20) já estabeleceram os parâmetros da modalidade durante a...

PRF apreende 3.000 litros de agrotóxicos falsificados em Campo Verde

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu 3.000 litros de agrotóxicos falsificados. A incursão policial foi realizada na tarde de ontem, quinta-feira (26), após abordagem...

Deputados ouvem Ministério Público sobre indenização da Vale aos atingidos por barragem

De acordo com o coordenador da comissão, deputado Rogério Correia (PT-MG), a indenização às vítimas e ao Estado está sendo negociada sob sigilo e...

Projeto autoriza telefonoaudiologia enquanto durar crise relacionada à Covid-19

O Projeto de Lei 5154/20 autoriza o uso da telefonoaudiologia enquanto durar a crise ocasionada pelo novo coronavírus. Segundo a proposta, o fonoaudiólogo que...
Publicidade
x