Cerca de 23,5 mil pessoas foram orientadas em uma semana de barreiras sanitárias

Do total de abordados, 42 pessoas apresentaram sintomas de Covid-19 e foram notificadas a procurar atendimento médico

0

 

Do dia 8 ao dia 14 de julho, entre as 8h e 12h e das 13h às 17h, um total de 23.581 pessoas foram orientadas nas quatro barreiras sanitárias instaladas em rodovias de Cuiabá. Dessas, 42 apresentaram sintomas de Covid-19 e foram notificadas a procurar atendimento médico em uma unidade de saúde pública ou privada. Dentre os notificados, 18 sequer sabiam que estavam com sintomas e foram pré-diagnosticados graças à aferição de temperatura corporal e questionário aplicado pelos fiscais sanitários.

Os demais já estavam vindo para a Capital em busca de atendimento médico, sendo dois idosos em estado mais preocupante (um foi encaminhado para a Policlínica do Planalto e outro para a Policlínica do Coxipó, de forma imediata). As fichas de consentimento assinadas por todas essas 42 pessoas que apresentaram sintomas de Covid-19 já foram repassadas para a Vigilância Epidemiológica de Cuiabá, para que acompanhe o quadro de saúde dessas pessoas.

Durante toda a operação, que contava com cerca de 30 fiscais da Vigilância Sanitária, além de agentes de trânsito da Secretaria de Mobilidade Urbana (Semob) e de policiais militares, 11.482 veículos foram abordados e tiveram seus pneus sanitizados com cloreto de belzalcônio, produto químico comumente utilizado em barreiras fitossanitárias e que não oxida a roda do veículo.

As barreiras sanitárias funcionaram nas rodovias Emanuel Pinheiro (MT-251), estrada para Chapada dos Guimarães; Helder Cândia (MT-010), que liga a capital ao distrito de Nossa Senhora da Guia; Palmiro Paes de Barros (MT-040), que vai para Santo Antônio do Leverger e na BR-163/364, saída para Rondonópolis.

Conforme o diretor da Vigilância em Saúde de Cuiabá, Benedito Oscar Campos, nas abordagens aos ocupantes dos veículos o foco foi a prevenção e conscientização da população sobre as medidas de combate à proliferação do novo coronavírus, como isolamento e distanciamento social, higiene constante das mãos com água e sabão ou álcool em gel 70%, uso de máscaras mesmo dentro do veículo, evitar sair de casa sem necessidade, entre outros.

“A maioria das pessoas abordadas nas rodovias trafega por motivo de trabalho, mas ainda existem muitas pessoas que ainda têm dificuldade de sair de sua zona de conforto e querem continuar vivendo sua rotina mesmo em meio à pandemia, vindo para a capital para passear, visitar familiares, ir a festas de aniversários, muitos carros cheios de pessoas, inclusive crianças. Por isso, houve uma orientação intensa nessas abordagens sobre as medidas de isolamento social”, afirma Oscar.

O diretor da Vigilância em Saúde avalia que as equipes que atuaram nas barreiras sanitárias conseguiram cumprir com o que estava planejado com sucesso, tendo servido até de parâmetro para que o município de Várzea Grande também elaborasse seu planejamento de barreira sanitária.

Agora, a Vigilância em Saúde finaliza o relatório que será apresentado ao Comitê de Enfrentamento à Covid-19 até a próxima sexta-feira (17) para avaliação e definição de continuidade e/ou alterações no planejamento das barreiras sanitárias.

 

Leia também: Previsões para o horóscopo do dia de hoje (08/08/2020)


Amazonia 03 de Junho