Campanha arrecada 12 toneladas de papel e papelão e usa dinheiro para comprar materiais escolares a crianças ribeirinhas de MT

0
Arquivo pessoal

Uma campanha arrecadou 12 toneladas de resíduos de papel e papelão em material escolar para crianças de seis escolas do Pantanal, das regiões de Barão de Melgaço, Mimoso, Porto Jofre e Cachoeirinha, em Mato Grosso.

Em Cuiabá, a maioria do que é gerado de papel e papelão é enterrado e não é reciclado. Quando chega ao aterro sanitário, o resíduo muitas vezes já está contaminado com outros dejetos orgânicos o que dificulta ainda mais a reciclagem.


-Continua depois da publicidade ©-

A campanha “Uma Lição de Solidariedade” teve vários pontos de coleta espalhados pela cidade. Uma empresa de reciclagem comprou o material.

A ação foi desenvolvida pelo projeto “Teoria Verde” e reforça que lixo não existe e que se separados e encaminhados de forma correta os resíduos podem ser reciclados, gerar dinheiro e ajudar alguma causa.

“Com essa campanha, a gente traz isso à tona. Tentamos mostrar para as pessoas que lixo também é dinheiro e pode ajudar em uma causa, uma instituição. Nesse caso as crianças com a compra de material escolar”, afirma Jean Peliciari, diretor da Teoria Verde.

Empresas parceiras e algumas pessoas também contribuíram para a campanha, comprando alguns kits. Ao todo cerca de 600 crianças naquela região receberão os kits, que por conta das chuvas serão entregues na próxima terça-feira (18).

“Acredito que é apenas o início dessas campanhas, ainda temos muito o que fazer, tem muito resíduo que pode ser reciclado e ainda estamos enterrando. A gente ajuda o meio ambiente reutilizando esse papel que seria descartável e enquanto ajudamos na educação básica das crianças do Pantanal que precisam de material”, conclui Peliciari.

Leia também: Resultado das loterias de hoje (23/09/2020)


Amazonia 03 de Junho