21.9 C
Lucas do Rio Verde
quinta-feira, 15 abril, 2021
InícioMATO GROSSOBispo que morreu de Covid-19 é sepultado em Mato Grosso

Bispo que morreu de Covid-19 é sepultado em Mato Grosso

Por G1 MT

O bispo Dom Juventino Kestering, de 74 anos, foi sepultado na tarde desta segunda-feira (29) em Rondonópolis, a 218 km de Cuiabá. O religioso morreu em decorrência da Covid-19, nesse domingo (28), em um hospital particular. Ele estava internado desde o dia 11 deste mês.

Por não correr mais risco de transmissão, houve velório na Catedral Santa Cruz. A comunidade também realizou uma missa antes do sepultamento, em homenagem ao bispo, e depois saíram em cortejo para o enterro.

A missa não teve a presença do público, em geral, como forma de prevenção. A cerimônia foi transmitida ao vivo pelas redes sociais da Diocese Rondonópolis.

A Diocese de Rondonópolis informou que Dom Juventino sofreu uma parada cardíaca às 9h45 deste domingo e morreu.

De acordo com a equipe médica, Dom Juventino não apresentava mais o vírus da doença ativo no organismo, no entanto, teve diversas complicações por causa do vírus. Com 80% dos pulmões comprometidos, ele tinha dificuldades para respirar.

Há 10 dias, ele precisou ser intubado. Mesmo com o tratamento intensivo, o bispo não resistiu às complicações causadas pelo vírus.

O sino da paróquia foi tocado durante o domingo em homenagem a Juventino.

Trajetória

Natural de Orleãns, sul de Santa Catarina, Dom Juventino ingressou no seminário Nossa Senhora de Fátima, em Tubarão, em 1959. Ele e estudou filosofia e teologia em Curitiba (PR). Em 1973, Juventino ordenou-se padre na Matriz da Paróquia de São Ludgero.

Após a ordenação foi designado exercer o ministério como vigário paroquial na Catedral de Tubarão onde se dedicou em especial, à juventude, à catequese na paróquia, na diocese e no Regional Sul IV.

Após 14 anos de ordenação foi enviado para a assessoria da dimensão Catequética da CNBB, em Brasília, onde permaneceu por quatro anos. Tempo depois, assumiu o Seminário Teológico de Tubarão (SETT), em Florianópolis, assumindo ao mesmo tempo o departamento de pastoral do Instituto de Teologia.

Já em 1997 o Papa São João Paulo II o designou como bispo da Diocese de Rondonópolis. Um ano depois, em 22 de março de 1998, Dom Juventino assumiu o cargo.


Dayelle Ribeirohttps://www.cenariomt.com.br
Redatora do portal CenárioMT
- Publicidade -

Últimas no CenárioMT

Lucas do Rio Verde

VITÓRIA NO PASSO
Com dois de Isac, Luverdense vence e sobe na tabela do Mato-grossense
abril 14, 2021
GERAL
Bombeiros alerta para possível golpe em Lucas do Rio Verde
abril 14, 2021