Barreira sanitária flagra 22 pessoas com sintomas da covid circulando por Cuiabá

0

No primeiro dia de barreira sanitária em Cuiabá, 2.566 pessoas que estavam a bordo de 1.325 veículos, foram examinadas pela equipes de fiscais da Vigilância Sanitária, nos quatro pontos estratégicos de entrada e saída da capital. Dessas, apenas 22 pessoas precisaram ser encaminhadas para unidade de saúde por apresentarem sintomas de Covid-19. Todas são de Mato Grosso e assinaram um termo de consentimento se comprometendo a procurar um médico. A Vigilância Sanitária anotou os contatos dessas pessoas e encaminhará para a Vigilância Epidemiológica realizar o acompanhamento das mesmas.

Ao longo de todo o dia, foram abordadas 1.948 pessoas a bordo de 991 carros de passeio, 287 pessoas em 143 caminhonetes, 127 pessoas a bordo de 102 motocicletas, 95 pessoas em 79 caminhões, 55 pessoas em 3 ônibus, 53 pessoas em 6 micro-ônibus ou vans e um ciclista.


-Continua depois da publicidade ©-

A barreira com o maior fluxo de pessoas foi a da rodovia Helder Candia (MT-010), também conhecida como Estrada da Guia, onde 1.050 pessoas foram abordadas, em 520 veículos. A maioria delas, 705, estavam em carros de passeio, 226 estavam em caminhonetes, 51 em micro-ônibus ou vans, 46 em motos e 22 em ônibus.

Na rodovia Emanuel Pinheiro (MT-251), houve a aferição de temperatura e aplicação de questionário junto a 957 pessoas a bordo de 488 veículos. Foram 861 pessoas em carros de passeio, 62 em caminhões e 34 em motocicletas.

Na MT-040, estrada que vai para Santo Antônio do Leverger, houve a fiscalização sanitária junto a 304 pessoas, que estavam a bordo de 194 veículos, sendo 221 em carros de passeio, 43 em motocicletas, 35 em caminhonetes, 4 em caminhões e um ciclista.

A barreira sanitária com menor fluxo foi a da BR-163/364, que liga Mato Grosso a outros estados do Centro-Oeste.  Lá foram atendidas 255 pessoas em 123 veículos. 161 pessoas estavam em carros de passeio, 33 em ônibus, 29 em caminhões, 26 em caminhonetes, 4 em motocicletas e 2 em micro-ônibus.

O diretor de Vigilância em Saúde de Cuiabá, Benedito Oscar Campos, destaca que ninguém foi impedido de entrar na cidade pois não é este o objetivo da barreira sanitária, mas sim orientar a população quanto aos cuidados que devem tomar para prevenir o contágio pelo novo coronavírus, causador da Covid-19, e também aferir a pressão e questionar a todos sobre os possíveis sintomas da doença, para que os casos suspeitos sejam encaminhados a uma unidade de saúde, onde poderão passar por avaliação médica e realização de exames.

“A barreira é orientativa porque a gente vai orientar os cuidados que a pessoa tem que ter para evitar se contaminar, principalmente nesse momento crítico em nosso município. E também é encaminhativa porque se ele já estiver com os sintomas característicos, ele será encaminhado a uma unidade de saúde mais próxima, que poderá já fazer os primeiros atendimentos e os exames para detectar precocemente. Se for realmente confirmada a Covid-19, já ser encaminhado para tratamento, evitando assim o agravamento dessa doença”, explica Oscar.

Leia também: Resultado das loterias de hoje (23/09/2020)


Amazonia 03 de Junho