21.6 C
Lucas do Rio Verde
domingo, 28 fevereiro, 2021
Início MATO GROSSO LUCAS DO RIO VERDE Apesar do baixo número de casos positivos, Lucas faz mutirão contra a...

Apesar do baixo número de casos positivos, Lucas faz mutirão contra a dengue

Agentes estão visitando imóveis na área central de Lucas do Rio Verde orientando sobre cuidados básicos com a limpeza de casas e quintais
Por Celso Nery/Cenário MT

O departamento de Vigilância Ambiental iniciou um mutirão para combate a dengue em Lucas do Rio Verde. O número de casos notificados este ano, em comparação a anos anteriores é baixo, mas o município segue combatendo a doença.

Desde ontem (22) agentes de endemias estão visitando imóveis residenciais e comerciais na área central da cidade. Os profissionais orientam sobre cuidados básicos com a limpeza, para evitar a proliferação do mosquito transmissor da dengue.

agente de endemias
Os agentes de endemias se apresentam devidamente uniformizados e identificados com crachás
Foto: Cenário MT

Os profissionais estão devidamente uniformizados e identificados. Porém, eles têm encontrado certa resistência em alguns endereços. “Somos parceiros da comunidade, da população e estamos ali para fazer um trabalho de conscientização dos moradores”, explicou Ronaldo Barros, agente de endemias.

“Tem alguns moradores que estão muito receosos, não nos deixam entrar, nem conversar. As pessoas temem que vamos intimidá-los”, lamentou o agente.

A coordenadora de Vigilância Ambiental, Miriam Campos, reforça o apelo para que os moradores permitam a entrada dos agentes. “A gente pede a população que receba nossos agentes como amigo da comunidade, dentro de seus imóveis”.

Além da resistência de alguns moradores, outro problema enfrentado é que em boa parte do dia vários imóveis ficam fechados. “As pessoas trabalham e o imóvel fica fechado o dia todo”, observa Campos.

Neste caso, a orientação é que o próprio morador observe se há ambiente propicio para a propagação da dengue, eliminando lixo que acumule água, proceda com a limpeza das calhas e vasos de plantas.

“Até o mês de maio é o período mais crítico da dengue. Começa a chover e depois vem o sol quente e os mosquitos se desenvolvem com mais agilidade, mais rápido, e eles já podem nascer contaminados. De cada uma pessoa, podemos ter outras 300 contaminadas”, alerta.

Números

Em 2021 são 17 notificações e confirmação de 13 casos positivos. Em 2020, o município registrou 1.408 casos positivos de dengue e 328 descartados. Duas pessoas aguardam confirmação.

Houve ainda, em 2020, a confirmação de 28 casos de Zika Vírus e 16 de Chikungunya. Este ano não há registro dessas doenças que também são transmitidas pelo Aedes aegypti.

Infestação larval

Este ano, os agentes de endemias vistoriaram mais de 1,5 mil imóveis e encontraram focos da dengue em 53 deles, um índice de 3,44%. Os bairros com maiores índices são o Cerrado (8,06), Industrial (7,46), Loteamento Ventura (5,97), Parque das Américas (4,71) e Rio Verde (4,39), todos apresentando números acima da média geral do município.



- Publicidade -

Últimas no CenárioMT

Lucas do Rio Verde

ATROPELAMENTO
Desentendimento por carne termina com homem atropelado em Lucas do Rio Verde
fevereiro 28, 2021
estado em Alerta
Lucas do Rio Verde registra mais uma morte de COVID-19 neste domingo e totaliza 88 óbitos
fevereiro 28, 2021