26.9 C
Lucas do Rio Verde
domingo, 20 junho, 2021
InícioESPORTESTaekwondo: Brasil fatura 13 medalhas no primeiro dia do Pan no México

Taekwondo: Brasil fatura 13 medalhas no primeiro dia do Pan no México

No torneio convencional, Ícaro Miguel e Gabriele Siqueira foram campeões. Na competição paralímpica, Natan Torquato e Silvana Fernandes ficaram com o ouro.
Por Juliano Justo - Repórter da TV Brasil e Rádio Nacional - São Paulo

Nesta quinta-feira (3), em Cancún, na abertura do Pan-Americano de Taekwondo do México, o Brasil conquistou 13 medalhas. Com as competições convencionais e a paralímpicas ocorrendo de forma simultânea, foram quatro medalhas de ouro. No torneio convencional, Ícaro Miguel (até 87kg), Gabriele Siqueira (até 73kg). Na competição paralímpica, Natan Torquato (até 61kg), Silvana Fernandes (até 58kg).


--Continua depois da publicidade--

Entrando diretamente na semifinal, Icaro Miguel bateu o americano Dallas Parker na primeira luta por 34 a 2. Valendo o ouro, o brasileiro, já classificado para Tóquio, passou pelo mexicano Bryan Salazar somente no golden score. Enquanto isso, Gabriele Siqueira também fez duas lutas para se sagrar campeã. A primeira foi contra Katharine Rodriguez, da República Dominicana. A brasileira fez 14 a 2. Na final, contra a mexicana Briselda Acosta, o placar apontou 5 a 3.

Entre os paralímpicos, Nathan Torquato (até 61kg), por ser o cabeça de chave número 1, também deu a largada no torneio na semifinal. E, batendo o guatemalteco Gersson Mejía, por 32 a 12, e o mexicano Ivan Torres, por 10 a 2, foi campeão. No feminino, Silvana Cardoso (até 58kg) foi campeã com a também brasileira Cristhiane Nascimento ficando com a prata. A dupla medalhista de ouro já está garantida na Paralimpíada de Tóquio.


--Continua depois da publicidade--

Na categoria até 54kg da competição convencional, Paulo Ricardo Melo e Victor Santos conquistaram a medalha de bronze. Nas disputas até 73kg, Raiany Pereira e Raphaella Galacho também ficaram em terceiro. Outro brasileiro que levou a medalha de bronze foi Robson Henrique, nas disputas da categoria até 87kg. E, entre os paralímpicos, o Brasil praticamente dominou a categoria acima de 58kg feminina. Débora Menezes, que já está garantida em Tóquio, ficou com a prata. Ana Carolina Silva e Leylianne Ramos ficaram com o bronze.


Gustavo Praiadohttps://www.cenariomt.com.br
Gosta de economia, assistir séries, filmes de ação e gosta de videogames. Editor no CenárioMT nos cadernos de Economia e Mundo, mas nem por isso deixa uma notícia regional em branco, sempre atento as tendências que o internauta procura para ficar bem informado.
- Publicidade -

Últimas no CenárioMT

Lucas do Rio Verde

SUSTO
Caminhonete com assessores de senador capota em Mato Grosso
junho 20, 2021
IMPORTUNAÇÃO SEXUAL
Passageiro de Lucas do Rio Verde ‘passa mão’ em idosa durante viagem de ônibus
junho 20, 2021