Palmeiras volta a vencer no Brasileirão goleando Goiás em Campinas

0

O Palmeiras recebeu hoje a equipe do Goiás no Brinco de Ouro da Princesa, em Campinas (SP), devido ao fato de o Allianz Parque estar indisponível (show) e também o Pacaembu (que seria a segunda opção). Pelo placar de 5 a 1, o Alviverde reencontrou o caminho das vitórias com gols de Zé Rafael e Dudu, no primeiro tempo e, depois, na etapa derradeira, balançou as redes com o jovem Gabriel Veron, novamente Dudu e, nos últimos minutos, outra vez Veron.

Alguns fatores chamaram a atenção na noite desta quinta-feira (05), como o fato de o zagueiro Edu Dracena ter vestido a braçadeira de capitão – algo que acontece pela 11ª vez desde que o jogador chegou ao clube em 2016. Dracena anunciou que irá pendurar as chuteiras na última quarta-feira (04) – a aposentadoria ocorre no fim da temporada. O estádio Brinco de Ouro da Princesa, aliás, é marcante para o beque: foi onde tudo começou na carreira dele, em 1999, quando defendia o Guarani (ou seja, há 20 anos).

A noite foi de gala também para Gabriel Veron, joia da base palmeirense, que apenas em seu segundo jogo no profissional balançou as redes duas vezes e ainda concedeu uma assistência (para o gol de Dudu) – o detalhe é que o jovem, de apenas 17 anos (oriundo inclusive do time Sub-17 do Verdão) entrou no segundo tempo. Com o primeiro gol no duelo, Veron tornou-se o segundo jogador mais novo a anotar um tento pelo Verdão, atrás apenas de Juliano (que marcou aos 16 anos, 11 meses e 23 dias, no dia 19/08/1998, contra o Nacional-Uruguai, pela Copa Mercosul). Gabriel Veron, hoje, possui 17 anos, três meses e dois dias.Dudu também viu sua estrela brilhar. O Baixinho foi decisivo na partida: quando o jogo estava empatado em 1 a 1, fez o gol que deixou o Palmeiras na frente e, depois, quando o time já ganhava por 3 a 1, ampliou a vantagem palestrina. Contratado em 2015, Dudu tem 67 gols pelo clube, sendo o maior artilheiro palmeirense do século XXI. Os 67 gols de Dudu o colocam na 32ª posição dentre os maiores artilheiros palmeirenses em todos os tempos, ao lado de Rivaldo e Oséas. O próximo alvo de Dudu nessa lista é o ponta-esquerda Nei, com 70 gols nos anos 70, na 31ª posição. O líder neste quesito é Heitor Marcelino Domingues, com 317 gols, entre 1916 e 1931.

Vale destacar também a atuação de Zé Rafael: o camisa 8 do Verdão, além de abrir o placar, ainda concedeu assistência para Dudu no segundo gol do Palmeiras, após a equipe palestrina ter sofrido empate.Saldo final na partida: um gol e uma assistência.

ANDREY LOPES: TÉCNICO INTERINO

Membro da comissão técnica fixa do Palmeiras, o auxiliar Andrey Lopes estreou com pé direito no comando do Verdão, conduzindo o time na goleada sobre o Goiás por 5 a 1. Andrey, aliás, está no clube desde 2017 – o profissional também já passou pela Seleção Brasileira, entre 2014 e 2016, quando foi assistente de Dunga no comando da equipe nacional.

Leia também: Previsões para o horóscopo do dia de hoje (11/08/2020)


Amazonia 03 de Junho