Palmeiras tenta negociar Deyverson com o mercado asiático

0

O Palmeiras está controlando as finanças para a nova temporada que se inicia, depois de ter um déficit de milhões de reais na gestão de Alexandre Mattos.

Sendo assim, o objetivo da diretoria do Verdão é apertar os cintos e tentar lucrar em cima da venda de alguns jogadores, para conseguir reduzir os “rombos” no caixa do clube.

Um dos jogadores que o Palmeiras tenta negociar é o atacante Deyverson, que terminou 2019 muito em baixa no clube, desagradando diretoria e torcida.

O atacante de 28 anos, constantemente, envolve-se em polêmicas e confusões, anotando várias expulsões e suspensões desde que chegou ao clube, em 2017.

O desempenho também não é dos melhores para um atacante, com poucos gols marcados e uma média, geral, de 0,2 gols por jogo.

Assim, o objetivo da diretoria alviverde é conseguir lucrar com a venda do jogador ao mercado asiático, que possui interesse em adquiri-lo em 2020.

Acompanhe mais sobre o assunto Deyverson e Palmeiras a seguir!

Desempenho de Deyverson em 2019

No início de 2019, o Palmeiras quase conseguiu negociar Deyverson com o Shenzhen Football Club, da China, pelo equivalente a R$ 51 milhões, à época.

Entretanto, no último momento o então treinador Felipão pediu a permanência do atacante para a temporada, o que gerou bastante polêmica por conta de um vídeo, divulgado nas redes sociais, do atacante confirmando que iria ao clube chinês.

Depois de um início de ano polêmico, o restante de 2019 não foi de glórias para Deyverson, como era esperado pelo jogador, que terminou a temporada amargando o banco de reservas e sem contar com o apoio da torcida.

Ao todo, o atacante disputou 41 jogos no ano passado e marcou apenas 8 gols, sendo 5 deles no Brasileirão, tendo uma média de 0,2 gols por jogo.

Futebol asiático possui interesse no atacante

A má temporada, as polêmicas e as recentes ameaças relatadas pela namorada, sofridas de supostos torcedores em suas redes sociais, deve confirmar a transferência de Deyverson do Palmeiras.

O atacante possui contrato com o Verdão até a metade de 2022, mas a falta de clima com clube e torcida deve ser determinante para que ele seja vendido ao futebol chinês.

Aliás, com o aumento do número de estrangeiros permitidos por clube na liga chinesa, a tendência é que as equipes da China passem a contratar ainda mais jogadores de fora para compor seus elencos.

Como o mercado brasileiro sempre foi um dos principais que os clubes do país asiático visaram para contratar, além das constantes propostas pelo atacante, esse deve ser mesmo o destino de Deyverson para a temporada de 2020.

O mercado de transferências da China abriu no primeiro dia do ano e fica aberta até o dia 28 de fevereiro, período dentro do qual o Palmeiras espera por ofertas.

Pela primeira vez na década, Palmeiras não vira o ano contratando

A maior demonstração dos problemas financeiros que o Palmeiras enfrenta se dá por um marco histórico na última década: pela primeira vez, desde 2010, o clube alviverde não vira o ano contratando.

Isso mostra que antes de fazer qualquer movimentação no mercado, a diretoria pretende, primeiramente, confirmar a venda de atletas para reequilibrar as finanças, por isso a importância em conseguir vender Deyverson.

Nos últimos 9 anos, o Palmeiras sempre celebrou a virada do ano com algum reforço oficializado, veja abaixo a lista com todos os nomes:

  • Em 2011, foi o lateral-esquerdo Juninho
  • Em 2012, foi o lateral-direito Ayrton
  • Em 2013, foi o atacante Rodolfo
  • Em 2014, foi o volante Amaral
  • Em 2015, foi o goleiro Vagner
  • Em 2016, foi o meia Raphael Veiga
  • Em 2017, foi o lateral-esquerdo Diogo Barbosa
  • Em 2018, foi o meia Zé Rafael

Caso negocie, oficialmente, o atacante Artur, que deve ir para o RB Bragantino, e o atacante Deyverson, caso haja proposta do futebol asiático, o Palmeiras deve ir ao mercado fazer alguma contratação pontual.

E aí torcedor, será que com o elenco atual o Palmeiras consegue uma boa temporada em 2020?

Leia também: Resultado das loterias de hoje (19/09/2020)


Amazonia 03 de Junho