Everton Ribeiro sobre o papel do branco na luta antirracista: “Tem que entender que temos privilégio”

0
Foto: Reprodução

“A gente tem que entender que temos um privilégio.” Foi assim que o capitão do Flamengo, o meio-campo Everton Ribeiro, posicionou-se sobre o papel dos brancos na luta antirracista. Em entrevista que vai ao ar neste domingo, no Esporte Espetacular, o jogador diz que as manifestações contra o racismo o fizeram despertar para um tema que, a princípio, parecia distante.

“A gente tem que entender que temos privilégio. Entender que, entrar em um estabelecimento e não ser olhado com desconfiança é um privilégio. A partir daí, a gente pode direcionar o conhecimento para tentar ajudar. Usar a força da mídia que o futebol me dá, para usar a favor da luta contra o racismo.”

O entendimento do jogador foi motivado pelo amigo e coordenador do Afroreggae, William Reis, que comandou as redes sociais do atleta em quatro oportunidades, para falar sobre racismo.

A ação, segundo Everton, foi uma forma de tentar alcançar o maior número de pessoas e mostrar que o protagonismo no discurso antirracista pertence aos negros.

– A primeira ideia que tivemos, eu procurei William para entender um pouco mais do assunto. Para abrir mais a mente e entender o que está acontecendo. Tivemos essa ideia de abrir o Instagram, que tem milhares de pessoas que não entendem bem. Sabemos que o racismo é velado e temos que escutar e nos posicionar contra. Temos que escutar os negros, eles que têm que ser protagonistas.

Leia também: Previsões para o horóscopo do dia de hoje (14/08/2020)


Amazonia 03 de Junho