Com novidades na equipe, Pia comanda primeiro treino da Seleção Feminina

Com oito novidades entre as selecionadas que atuam no Brasil, Pia voltou a liderar equipe em campo, após seis meses sem trabalhos presenciais

0

A técnica Pia Sundhage comandou, nesta terça-feira (15), o primeiro treinamento com a Seleção Feminina, após seis meses sem trabalhos presenciais. Com novidades na equipe, a treinadora voltou a sentir a sensação de liderar o grupo em campo. Com oito novidades entre as selecionadas que atuam no Brasil, a volta aos trabalhos contou com a empolgação da comissão técnica e das jogadoras.

Para o período de treinamentos, que vai até o dia 22 de setembro, Pia convocou 24 atletas. As novidades sob seu comando ficaram por conta das defensoras Tainara (Santos) e Pardal (Corinthians), as meias Camilinha (Palmeiras), Duda (Cruzeiro), Carol (São Paulo), Adriana (Corinthians) e Vanessa (Cruzeiro), além da atacante Ary Borges (Palmeiras). Somada as estreantes deste período de convocação, em um ano e um mês de trabalho, a técnica já observou 54 atletas.

Recém anunciada para o período de convocação, a meia Vanessa vai estrear na Seleção Principal. Ela chega para a vaga de Cristiane, desconvocada por lesão. Com passagem apenas pela equipe brasileira sub-17 e 20, a atleta de 23 anos conta que foi com muita supresa que recebeu a notícia.

“Era um sonho pra mim vir para a Seleção Principal, eu estou muito feliz. (A notícia da convocação) foi um susto pra mim, achei que íamos para casa (depois do jogo contra o Flamengo, no Rio), mas aí ficamos sabendo da lesão da Cristiane e da minha convocação. Estou muito feliz por estar aqui, e quero poder mostrar o meu trabalho”, conta Vanessa.

Antes do período de convocação, Pia Sundhage e Beatriz Vaz tiveram uma extensa agenda de observações ‘in loco’. A dupla viu a oito jogos do Brasileirão Feminino A-1, e fez visitas aos clubes para acompanhar os treinamentos. Aos 28 anos, Carol ganhou a primeira oportunidade na Seleção Principal. Observada em jogos e treinos do São Paulo, a estreante ressalta a importância de ser vista de perto pela comissão técnica.

“Eu não esperava pela convocação, venho fazendo alguns bons jogos e fiquei feliz quando o professor (Lucas Piccinato) me contou que talvez ia acontecer. Eu fiquei muito apreensiva e, no final, muito feliz com a convocação. Eu acho que isso na Pia é fundamental, saber como é o dia a dia do trabalho, e não só nos jogos, pra gente é uma coisa nova e diferente. Eu, particularmente, nunca tinha sido observada, e acredito que seja importante”, destaca Carol.

Programação de treinos

Para reiniciar a preparação para os Jogos Olímpicos de Tóquio 2020 (adiados para 2021), a comissão técnica elaborou uma programação de treinos e reuniões para otimizar o período de convocação. Na manhã desta terça, o trabalho em campo foi focado na compactação defensiva e formação ofensiva. Pela tarde, as atletas fizeram atividades físicas no Centro de Excelência.

 

Leia também: Resultado das loterias de hoje (24/09/2020)


Amazonia 03 de Junho