31.9 C
Lucas do Rio Verde
domingo, 25 julho, 2021
InícioESPORTESAntes de reencontro pela Copa América, Everton Cebolinha relembra gol na final...

Antes de reencontro pela Copa América, Everton Cebolinha relembra gol na final contra o Peru: ‘Passa um filme’

Atacante marcou o primeiro gol da Seleção na decisão e escreveu seu nome na história da Copa América
Por CenárioMT com inf. CBF

O relógio não marcava nem 15 minutos de jogo quando Gabriel Jesus recebeu pela direita do ataque. Diante de dois adversários peruanos, brincou com a bola entre os pés, abriu espaço e a jogou na área. Ela, vidente de todas as jogadas, procurou um final feliz. Sobrevoou a zaga do Peru e caiu leve na frente de Everton. De primeira, o Everton Cebolinha bateu firme, com gosto e carinho, estufando as redes do Maracanã e marcando seu nome na história da CONMEBOL Copa América.

O gol abriu os caminhos para a vitória do Brasil por 3 a 1 sobre o Peru, na final do torneio em 2019. Dois anos depois, Everton ainda lembra dos mínimos detalhes, desde a bola caindo em seus pés até o barulho ensurdecedor da torcida brasileira.


--Continua depois da publicidade--

“Eu estava do lado oposto, vi que a bola ia chegar no Gabriel Jesus. Uma coisa que o professor Tite sempre pede para nós é para o atacante do lado oposto fechar. Eu fechei rápido ali, porque vi que tinha um espaço. O lateral deles acabou fechando muito e eu acabei ocupando esse espaço nas costas dele, confiando que a bola ia passar, que o Gabriel ia acertar o cruzamento. Foi assim que aconteceu, quando vi a bola viajando só me concentrei em acertar a finalização, em acertar o gol, porque a chance é sempre maior. Fui feliz na finalização e pude abrir o placar naquela final”, relembra o Cebolinha.

Abusado dentro de campo, Everton Cebolinha fez da Copa América de 2019 uma grande diversão. Levou o futebol de rua para os gramados. Com improviso, drible e técnica, brilhou e foi o artilheiro da competição, com três gols.

“Em questão de segundos, passa um
filme na sua cabeça”

O cearense, natural de Maracanaú, deu pistas de que iria se destacar já na estreia. Em uma jogada característica, fez o terceiro gol do Brasil contra a Bolívia, no Estádio do Morumbi. Recebeu a bola pela canhota, cortou para dentro e finalizou com força e categoria. Foi justamente assim que ele voltou a marcar na terceira rodada, contra o Peru, na Neo Química Arena.

Mas o gol mais especial dele na Copa América estava reservado para a final, no Maracanã. Um momento apoteótico para coroar uma grande campanha.


--Continua depois da publicidade--

“Em questão de segundos, passa um filme na sua cabeça. Era um momento muito especial para mim, que vou levar para a minha vida. Ainda não tatuei, mas vou tatuar aquele gol muito especial, com essa camisa tão pesada que é a da nossa Seleção, no Maracanã, como foi… Foi um momento de explosão ali, coisa de segundos em que você perde a noção do que está acontecendo. Depois que a ficha foi caindo, fiquei muito feliz por esse gol”, contou.

Nesta quinta-feira (17), Everton e a Seleção Brasileira reencontram o Peru pela CONMEBOL Copa América. O duelo está marcado para o Estádio Nilton Santos, novamente no Rio de Janeiro, e uma vitória pode encaminhar a vaga na próxima fase. Um passo fundamental na defesa do título, o grande objetivo da Amarelinha.

“A gente sabe que vai ser um jogo difícil, mas a gente espera estar bem concentrado, fazer um grande jogo, para, em mais essa Copa América na nossa casa, fazer bonito também como foi na última”, concluiu.

- Publicidade -

Lucas do Rio Verde

LUCAS DO RIO VERDE
Policiais prendem homem armado após tentativa de invasão a motel em Lucas do Rio Verde
julho 24, 2021
Lucas do Rio Verde
Lucas do Rio Verde: desrespeito às interdições pode comprometer qualidade de asfalto
julho 24, 2021