Adilson Batista dá razão a Rogério Ceni e mira reconstrução do Cruzeiro: “Muita coisa errada”

0
Vinnicius Silva/Cruzeiro

O técnico Adilson Batista não conseguiu evitar a queda inédita do Cruzeiro à Série B do Brasileiro. Com apenas três jogos à frente do time, ele foi o menos culpado dessa trajetória que teve o final catastrófico. Depois do jogo contra o Palmeiras, que decretou a queda, o treinador soltou o verbo.

Em um pronunciamento antes de abrir para perguntas dos jornalistas na sala de imprensa do Mineirão, Adilson disse que falta “muita coisa” ao time do Cruzeiro, inclusive no que diz respeito ao aspecto físico. O treinador, também, fez questão de dar razão a Rogério Ceni, que teve passagem relâmpago pela Toca, sendo demitido após atrito com alguns medalhões do elenco, como Dedé e Thiago Neves.

– Eu também estou sentido. Não é fácil. Não é só profissionalmente, mas é como parte de uma instituição que eu tenho muito carinho. Eu também estou sentido.

“Nosso amigo Rogério Ceni tinha razão em muitas coisas que ele falou. E eu notei isso. A gente, como está há muitos anos, tem muita coisa errada. O Zezé acaba de relatar. Então, falta intensidade, aspecto físico. Falta um monte de coisa”

A fala de Adilson Batista parte de alguém que tem conhecimento sobre o Cruzeiro, clube onde ele fez 162 jogos como zagueiro e 172 como treinador (contando a atual passagem). E o técnico foi duro ao falar sobre a equipe:

“O que eu vi nesses três jogos não é o Cruzeiro que eu conheço, e vocês sabem que eu sou muito verdadeiro e realista. Esse time não é o Cruzeiro que eu conheço”

– Precisamos fazer andar as coisas, ter intensidade, dar dinâmica, ter a bola, ser mais rápido, mais agressivo, e não dá para você cobrar em uma semana de trabalho. Eu comandei só quatro trabalhos, e mais trabalhos táticos do que volume.

Leia também: Previsões para o horóscopo do dia de hoje (11/08/2020)


Amazonia 03 de Junho