30.5 C
Lucas do Rio Verde
terça-feira, 21 setembro, 2021
InícioENTRETENIMENTOVinicius Freitas, elogiado por Anitta, fala sobre preconceito

Vinicius Freitas, elogiado por Anitta, fala sobre preconceito

Jogador virou sucesso após Anitta demonstra interesse nele
Por Lucas Rosendo

O jogador de vôlei de praia Vinicius Freitas virou notícia após Anitta demonstrar interesse por ele ao assistir os Jogos Olímpicos de Tóquio e os dois chegaram a trocar mensagens pela DM do Instagram.

Logo depois do ocorrido, Vinicius Freitas viu seu número de seguidores explodir. Namorando há mais de dois anos com o médico Rafael Helmer, Vinicius se disse acolhidoentre os colegas de esporte e feliz por ser mais um esportista dando visibilidade à comunidade LGBTQIA+.

Vinicius Freitas se assumiu para sua família quando tinha 20 anos e revelou que sofreu muito com o preconceito ao se abrir para a família, que ainda não aceita sua homossexualidade.

“Minha família é muito religiosa e não reagiu de uma forma muito boa. Eu sofri muito. Mas me agarrei muito a Deus e ao esporte pra permanecer firme. Ainda não me aceitam, mas aprenderam a me respeitar e dar o meu espaço. Não é como eu queria, mas é só o que eu preciso. Ainda moro com eles. É difícil me expor, falar sobre minha orientação, porque tudo que repercute respinga neles. Mas faço, porque tenho consciência que é uma forma de combater, e assim esperar que, num futuro próximo, as pessoas e as famílias mudem a mentalidade e para que ninguém sofra mais com essa intolerância enraizada”, diz o jogador de vôlei ao Gay.Blog.

No esporte tem sido diferente da sua família, e no lugar da rejeição, ele teve mais acolhimento: “Me sinto acolhido por todos eles. Inclusive minha equipe, que teve um papel fundamental desde o início pra que eu pudesse ser eu mesmo e encontrar o melhor de mim”.

Vinicius fala de preconceito em alguns jogos

A aceitação entre os colegas de profissão tem sido motivo de elogios, Vinicius gostaria que a torcida agisse da mesma forma, já que infelizmente ele foi vítima de ataques homofóbicos durante uma partida.

“Uma vez, competindo na etapa do circuito brasileiro, num jogo valendo a medalha de bronze, fui vítima de ataques homofóbicos vindo de um torcedor na arquibancada. Aqueles ruídos me afetaram de certa forma. Mas graças a Deus as pessoas se mobilizaram pra acabar com aquilo que estava acontecendo. É triste que ainda estamos suscetíveis a esses ataques preconceituosos, mas por outro lado fico esperançoso, porque em outros tempos ninguém iria repreender essa atitude”, lembra.

Lucas Rosendohttps://www.cenariomt.com.br/
Jornalista rubro-negro, escreve diariamente para o portal CenárioMT tudo sobre o Flamengo: Jogos, contratações, treinos, bastidores, rumores, opinião, entre outros assuntos do dia a dia do clube. Possui experiência em produção textual e, atualmente, dedica-se à redação do CenárioMT produzindo conteúdo sobre Esportes e Entretenimento.

Redes sociais

107,335FãsCurtir
17,057SeguidoresSeguir
2,038SeguidoresSeguir

Lucas do Rio Verde

TRÂNSITO
Prefeitura garante suporte a servidores da GM envolvidos em acidente e a proprietários de veículos atingidos
setembro 21, 2021
LOGÍSTICA
Ex-prefeito usa redes sociais para comemorar avanço na vinda de ferrovia para Lucas do Rio Verde
setembro 21, 2021
DESAPARECIDA
Polícia faz buscas por moradora de Lucas do Rio Verde; adolescente está desaparecida desde o último sábado
setembro 21, 2021
LOGÍSTICA
Mendes crê em concorrência de modais para beneficiar setor produtivo regional
setembro 20, 2021