30.5 C
Lucas do Rio Verde
domingo, 29 novembro, 2020
Início ENTRETENIMENTO Suspensão de especial de Roberto Carlos esconde 'segredo' do rei

Suspensão de especial de Roberto Carlos esconde ‘segredo’ do rei

Por Keila Jimenez-R7

Nem queima de fogos, nem Réveillon na Paulista, nem especial do Roberto Carlos…

É, nosso fim de ano está longe de ser ‘normal’.

Roberto Carlos desistiu de gravar um especial de fim de ano inédito na Globo neste ano. Mesmo com a promessa de seguir normas de segurança por conta da pandemia, com um show sem plateia e com pouquíssimas pessoas envolvidas, o Rei não fará o especial neste ano.

É a segunda vez em 46 anos que o cantor não tem um show especialmente gravado para o fim de ano. A primeira vez que o momento não aconteceu foi em 1999, por conta da morte da mulher do cantor, Maria Rita.

No lugar do show tradicional,  a Globo pode exibir um show antigo do rei.

Além dos protocolos de segurança, o motivo do cancelamento do especial do cantor também esconde um ‘segredo’ e tem ligação direta com uma ‘doença’ do cantor.

Roberto, já conhecido por seus hábitos, está mais recluso e preocupado do que nunca durante a pandemia.

Segundo amigos próximos, os sintomas do TOC (Transtorno Obsessivo Compulsivo), doença que Roberto trata há anos, teriam ficados mais acentuados nesse período.

O cantor, que já tem mania de limpeza e medo de ficar doente, se recusa a falar as palavras ‘coronavírus’ ou ‘Covid-19’. Isso mesmo.

Assim como não pronuncia a palavra ‘azar’, e retirou de músicas famosas palavras negativas como ‘inferno’, Roberto Carlos, por superstição, não gosta de falar o nome ‘coronavírus’, pois acredita que atrai. Ele fala apenas ‘aquela doença’, quando se refere ao coronavírus. Também evita a palavra ‘pandemia’.

Os protocolos de segurança para familiares e funcionários de RC também estão mais do que rígidos.

O próprio Roberto, que tem 79 anos, assumiu anos atrás que foi diagnosticado com TOC e iniciou um tratamento.

A doença foi diagnosticada como responsável pelas famosas manias (antes tidas como superstições) do Rei.

Com tanta preocupação por parte do cantor, a emissora achou melhor não insistir na realização da gravação de um especial inédito neste período de pandemia. Seria difícil também gravar um especial sem que RC falasse qualquer coisa sobre a doença ou sobre esse momento de apreensão mundial com relação ao coronavírus.



Dayelle Ribeirohttps://www.cenariomt.com.br
Redatora do portal CenárioMT
- Publicidade -

Últimas

Emanuel é reeleito prefeito de Cuiabá

Emanuel Pinheiro (MDB) foi reeleito neste domingo (29) com 51,1% dos votos válidos. O resultado foi divulgado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Ele comandará, novamente,...

Mato Grosso registra 158.417 casos e 4.134 óbitos por Covid-19

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde deste domingo (29.11), 158.417 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados...

Começa apuração do segundo turno; acompanhe em tempo real

A votação do segundo turno das eleições municipais foi encerrada às 17h (horário de Brasília) na maior parte do país. Os eleitores que estão...

‘Pedi força a Deus quando vi que era ela’, diz PM que encontrou a filha morta em ocorrência de acidente

O sargento da Polícia Militar Severino Góis, de 54 anos de idade, passou neste sábado (28) pelo que ele chamou de "pior experiência da...
Publicidade
x