24.4 C
Lucas do Rio Verde
segunda-feira, 30 novembro, 2020
Início ECONOMIA Indústria retoma atividades em 12 dos 15 locais pesquisados em julho

Indústria retoma atividades em 12 dos 15 locais pesquisados em julho

Maiores altas foram no Ceará e Espírito Santo. Já os estados do Paraná, Goiás e Mato Grosso registraram quedas no índice na comparação com a média nacional.
Por Akemi Nitahara – Repórter da Agência Brasil - Rio de Janeiro

A Pesquisa Industrial Mensal Regional, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), revela que houve retomada do setor no mês de julho em 12 dos 15 locais analisados, reflexo da ampliação do movimento de retorno ao trabalho de unidades produtivas.

As maiores altas na comparação mensal foram nos estados do Ceará, com crescimento de 34,5%, e Espírito Santo, onde houve aumento de 28,3%. O IBGE destaca que o crescimento de 8,6% em São Paulo foi a principal influência no resultado nacional, já que o estado tem o maior parque industrial do país, com destaque para o bom desempenho dos setores de alimentos e de veículos automotores, além das máquinas e equipamentos.

O ganho acumulado em São Paulo nos três meses seguidos de crescimento é de 32%, ainda abaixo das perdas relacionadas à pandemia, já que indicador está 6% abaixo do índice de fevereiro. No Ceará, as altas foram nos setores de couro, artigos de viagens, calçados e vestuário, com alta acumulada de 92,5% em três meses seguidos de crescimento, ficando 1% abaixo do patamar pré-pandemia. O avanço acumulado em dois meses no Espírito Santo soma 28,6%.

Também registraram alta acima da média da indústria nacional em julho os estados do Amazonas (14,6%), Bahia (11,1%), Santa Catarina (10,1%), Pernambuco (9,5%) e Minas Gerais (9,2%). Completam a lista das altas no mês o Rio de Janeiro (7,6%), Rio Grande do Sul (7,0%) e Pará (2,1%). Registraram baixa em julho o Paraná (-0,3%), Goiás (-0,3%) e o Mato Grosso, que caiu 4,2% após dois meses de alta.

Na comparação anual o resultado é negativo em oito dos 15 locais pesquisados pelo IBGE, com queda de 3% na produção nacional. O Espírito Santo (-13,4%) e o Paraná (-9,1%) tiveram as quedas mais acentuadas na comparação com julho de 2019. Também registraram queda o Pará (-7,5%), Rio Grande do Sul (-7,5%), Bahia (-5,7%), Santa Catarina (-4,9%), Mato Grosso (-4,4%) e São Paulo (-3,3%).

As altas em relação a julho do ano passado foram registradas em Pernambuco, que cresceu 17%, Amazonas (6%), Goiás (4%), Ceará (2,7%), Minas Gerais (1,5%), Rio de Janeiro (1%) e Nordeste (0,9%).

*Matéria alterada para correção no título e primeiro parágrafo. As informações publicadas incialmente, às 10h12, se referiam à pesquisa nacional, divulgada no último dia 3.

Edição: Denise Griesinger



© CenárioMThttps://www.cenariomt.com.br
CenárioMT - Publicamos notícias diariamente no portal!
- Publicidade -

Últimas

Emanuel é reeleito prefeito de Cuiabá

Emanuel Pinheiro (MDB) foi reeleito neste domingo (29) com 51,1% dos votos válidos. O resultado foi divulgado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Ele comandará, novamente,...

Mato Grosso registra 7 óbitos e 103 casos em 24h por Covid-19

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde deste domingo (29.11), 158.417 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados...

Começa apuração do segundo turno; acompanhe em tempo real

A votação do segundo turno das eleições municipais foi encerrada às 17h (horário de Brasília) na maior parte do país. Os eleitores que estão...

‘Pedi força a Deus quando vi que era ela’, diz PM que encontrou a filha morta em ocorrência de acidente

O sargento da Polícia Militar Severino Góis, de 54 anos de idade, passou neste sábado (28) pelo que ele chamou de "pior experiência da...
Publicidade
x